Pular para o conteúdo principal

DIETA DE DETOXIFICAÇÃO AUXILIA NO BOM FUNCIONAMENTO DO ORGANISMO



A dieta de detoxificação, ou simplesmente detox, elimina toxinas que ao longo do tempo se acumulam e comprometem a saúde do organismo causando cansaço, aumento de peso, má digestão, sono, mau funcionamento do intestino, dor de cabeça e alergias. As toxinas podem ter origem no próprio metabolismo ou externa, como o chumbo das soldas de latas, alumínio de utensílios de cozinha, peixes contaminados com mercúrio, materiais de limpeza, medicamentos, álcool, pesticidas, herbicidas, aditivos alimentares, entre outros.
O objetivo da dieta detox é reequilibrar o organismo, principalmente fígado, rins, intestino e pele. A duração da dieta detox é de três semanas e após esse período os alimentos devem ser introduzidos de forma equilibrada e balanceada.
Na dieta detox estão proibidos: açúcar, doces, adoçantes, glúten, café, chá preto, carne vermelha, embutidos, refrigerantes, fermentos, corantes, alimentos com agrotóxicos, gordura trans, frituras, sal em excesso, álcool, alimentos diet, light e laticínios.
Já os alimentos permitidos são: frutas, vegetais, arroz integral, leguminosas (feijão, lentilhas, ervilhas, grão de bico, etc.), oleaginosas (nozes, amêndoas e castanhas), linhaça, mel, azeite virgem, quinoa e chás de ervas como cavalinha, carqueja, hortelã, cidreira, camomila, hibisco, etc. Além desses, outros alimentos como: chá verde ou branco, alho, cebola, frutas vermelhas, gengibre, aipo, canela, alecrim, orégano, vegetais orgânicos, frutas secas, peixe, cereais integrais, leite de arroz ou de soja, canela e curry são fundamentais para a dieta detox.

Veja na abaixo um exemplo de cardápio da dieta detox.

Durante as refeições tome apenas um copo de água e durante o dia um litro de chá verde ou de ervas. Veja abaixo um exemplo de cardápio detox.
dieta detox
Receita sal de ervas
A mesma medida de sal marinho, orégano seco, manjericão seco e alecrim seco. Bata tudo no liquidificador, armazene em um vidro e utilize em suas preparações.

Veja como se alimentar após a dieta detox.

Após três semanas seguindo a dieta detox é hora de reintroduzir alguns alimentos de forma equilibrada.
Pode voltar a consumir carnes vermelhas uma vez por semana, dando preferência para cortes magros, como filé mignon, músculo, fraldinha, alcatra e baby beef. Laticínios, queijos magros (ricota, cottage, minas e búfala) e massas integrais também voltam a ser opções no cardápio. Massas e pães de farinha branca (refinada), arroz branco e doces ainda devem ser evitados pelo menos por mais duas semanas e depois ingeridos com menor frequência.
A ingestão de pelo menos 1,5 litro de água mineral é essencial, já que ela transporta as toxinas que serão eliminadas pelo corpo. Sucos desintoxicantes e chás de ervas são ótimos para hidratar o organismo e prevenir ou aliviar a retenção de líquido e o inchaço. Aposte nos chás com efeito diurético como: cidreira, erva-doce, capim-limão, maçã com canela, camomila, hibisco, cavalinha, dente-de-leão e cabelo de milho.

Fonte: Anna Christina Castilho - Nutricionista
http://bbel.uol.com.br/qualidade-de-vida/

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …