HORMÔNIOS : COMO ELES INTERFEREM NA DIETA


Hormônios X DietaFoto: Shutterstock
Os hormônios interferem diretamente na sua dieta, mas há como controlá-los
Essenciais para a manutenção e o equilíbrio de diversas atividades vitais, os hormônios também influenciam na dieta. "Um exemplo é a insulina. Em uma pessoa sem doença, é um hormônio anabólico, ou seja, que queima gordura e aumenta os músculos. Entretanto, em uma pessoa diabética, a insulina pode estar em excesso. Nessa situação, há mais facilidade para ganhar peso e perder massa magra", explica Alexandre Hohl, endocrinologista e presidente do departamento de Endocrinologia Feminina e Andrologia da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.
Desafio ainda maior é resistir às tentações em épocas em que os hormônios naturalmente se desequilibram, como durante a TPM. "Para minimizar o mal-estar, muitas mulheres recorrem aos doces. Mas uma estratégia melhor é malhar e buscar atividades relaxantes", ensina o médico.

Sem estresse

A tensão crônica faz que as glândulas adrenais despejem quantidades enormes de cortisol na corrente sanguínea. E , nessa situação, o hormônio aumenta o apetite. Terapias que ajudem a relaxar — meditação, ioga, entre outros — podem ser úteis. Vegetais verde-escuros, carnes magras e grãos integrais, ricos em vitaminas do complexo B, também são aliados.


Não esqueça do check-up

Faça dosagens hormonais e exames de sangue que ajudam a avaliar o funcionamento da glândula tireoide pelo menos uma vez por ano. Ela é importantíssima para a regulação do ritmo do metabolismo e alguns desequilíbrios precisam ser tratados com medicação.

Durma bem. E cedo

O GH, hormônio do crescimento, só é produzido à noite. Então, é importante disciplinar-se para dormir o suficiente, de modo a acordar bem-disposta na manhã seguinte, sem sinal de cansaço. Também vale ir para a cama antes das 23 horas, já que a maior eficiência do GH ocorre por volta de uma da manhã.


Cuidados na TPM

Na fase pré-menstrual, a queda de estrógeno derruba também a serotonina, substância ligada à sensação de bem-estar. E é a falta dela que provoca o desejo (quase) irresistível por doces. Já a progesterona aumenta a retenção de líquidos, o que pode levar a um ganho de até 2 quilos no período. Vale reduzir o sal e a cafeína e usar medicação, sempre com prescrição médica, caso os sintomas sejam muito severos.

Pratique atividade física regularmente

Ela ajuda a manter estável a produção de diversos hormônios importantes para o processo de emagrecimento, como é o caso do hormônio do crescimento (GH), que tem papel essencial na metabolização das gorduras, tanto quanto na preservação da massa magra.

Evite dietas altamente restritivas

Como a que exclui totalmente os carboidratos. Elas podem prejudicar a produção e a atuação de hormônios importantes, desequilibrando todo o funcionamento do corpo. Melhor reeducar a alimentação, limitando o consumo de doces, frituras e produtos embutidos.

Fonte:http://corpoacorpo.uol.com.br/

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS