terça-feira, 2 de outubro de 2012

PENSE LEVE E EMAGREÇA : A FORÇA DA MENTE PARA ALCANÇAR O PESO IDEAL

 


Pense leve e emagreça!
A ciência garante: é possível usar a força da mente para alcançar o peso ideal e conquistar a silhueta que você sempre sonhou. Descubra como funciona a Dieta do QI mental!

Não seria maravilhoso mentalizar um corpo todo curvilíneo e definido, e conseguir conquistá-lo em poucos meses? Então pode comemorar, porque agora isso já é possível graças a um novo método de emagrecimento testado e aprovado por mais de 800 pessoas e que está ganhando cada vez mais adeptos: a Mobilização do QI Mental.
Desenvolvida por professores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a novidade é a adaptação de uma técnica milenar chinesa, o tao yin, espécie de ioga que usa a força da mente para combater diversos males físicos. "Apenas 2% de nossas funções corporais são conscientes, todo o resto é movido pela programação do subconsciente. Esse é o segredo do sucesso do QI mental", afirma o médico João Yokoda, especialista em homeopatia e medicina tradicional chinesa e coordenador do grupo de obesos da Unifesp. Antes de ensinar a tática, ele mesmo a experimentou. De baixa estatura, 1,67 m, há quatro anos o expert pesava 108,5 kg. Mobilizando seu QI mental, em dois meses emagreceu 20 kg e nunca mais engordou.
Segundo ele, as pessoas gordas carregam em seu subconsciente um registro ancestral: o medo de morrer de fome, que as leva a comer descontroladamente e de maneira compulsiva. "Essa herança veio de nossos antepassados, que em épocas muito remotas sofriam com a escassez de alimentos", diz o especialista. Apesar de nos dias atuais ser muito raro o risco de ficar sem ter o que consumir, o temor de inanição (que acaba levando à compulsão) pode ser despertado por outros gatilhos - tais como o sentimento de rejeição (o mais comum), a ansiedade, a mágoa e algumas situações que geram estresse e pavor. A solução proposta pelo QI mental é desprogramar tudo isso com exercícios de mentalização.
 
Um dos passos do QI mental é mentalizar o corpo magro e bonito que se quer ter. Depois, PROGRAME O TEMPO QUE VAI LEVAR PARA EMAGRECER FIXANDO UMA DATA IMPORTANTE, como a do seu aniversário. Então, visualize a cena vendo-se bela e esbelta apagando as velinhas
 
QUATRO PASSOS TRÊS VEZES AO DIA PARA AFINAR DE VEZ
O passo-a-passo da técnica é simples, mas antes de colocá-lo em prática vale seguir algumas orientações de João Yokoda para obter resultado. Uma delas é saber que o subconsciente não grava números ou palavras. Por isso, as mentalizações precisam ser feitas com imagens. "Você deve imaginar o corpo ideal que pretende ter", informa o profissional. Outra dica é simbolizar de que forma quer alcançar seu objetivo. Por exemplo, quando pensar no tempo que quer levar para ficar mais magra, não adianta estabelecê-lo em número de meses. O ideal é fixar uma data importante, como o dia do seu aniversário, e visualizar a cena: você sequinha, dentro daquele vestido maravilhoso, apagando as velinhas do bolo, cercada por olhares de admiração. A mentalização tem quatro passos que podem ser seguidos em três minutos e devem ser repetidos três vezes ao dia. Acompanhe:
 Relaxe 
Sente-se, feche os olhos, sinta toda a musculatura de seu corpo relaxar, especialmente a do rosto, e respire profundamente três vezes. Lembre-se de um acontecimento feliz e reviva mentalmente a sensação de bem-estar que ele lhe proporcionou por cerca de 15 segundos.
2º Derreta a gordura 
Agora crie uma imagem mental marcante que simbolize a sua gordurinha sendo totalmente eliminada. Você deverá recorrer a ela em todas as mentalizações. Exemplo: pense em um tablete de manteiga derretendo e escorrendo pelo ralo. Fixar essa imagem por 30 segundos é o suficiente.
3º Contemple o corpo que deseja 
Agora imagine a silhueta que você sempre sonhou, com contornos bem definidos, nas roupas que há tempos deseja usar. A cena deve ter algum elemento que especifique a data em que pretende estar com esse corpo, como novamente o seu aniversário ou uma viagem à praia muito aguardada. Não esqueça de mentalizar também alguém elogiando sua nova forma física e sua saúde para reforçar no seu subconsciente a idéia de que ser magra não significa ficar doente ou passar fome.
 
4º Volte ao presente 
Para finalizar, mentalize o dia e o mês em que você está e abra os olhos devagar.
A FORÇA DO PENSAMENTO
O QI mental não é o único método que usa o poder da mente contra as gordurinhas extras. A corrente psicológica da programação neurolinguística (PNL) também acredita na eficácia da força do pensamento e que nosso corpo é moldado a partir da representação mental que fazemos dele. Assim, se você projetar a auto-imagem corporal de uma pessoa magra poderá desencadear os processos internos que a farão conquistar as linhas esbeltas tão almejadas. No livro Feche os Olhos e Veja (Editora Ágora), A terapeuta holística Izabel Telles ensina a técnica de utilização das imagens mentais para garantir uma vida emocional e física saudável. "Elas são a linguagem do inconsciente", explica a autora. Para lutar contra a gula, Izabel ensina um exercício de mentalização que deve ser feito três vezes por dia, durante três semanas: 
 Sente-se em um ambiente tranqüilo, feche os olhos e faça três respirações lentas e profundas. 
 Pense que a gula tem uma enorme boca aberta e cheia de fogo.
 Jogue dentro dela tudo o que simboliza a gulodice e a compulsão por alimentos e veja queimar até virar pó. Apague o fogo, recolha as cinzas e sopre-as ao vento. Por fim, feche a grande boca imaginária, afaste-a de sua frente pelo lado esquerdo, respire profundamente e abra os olhos.
 
MEDITAÇÃO E DIETA
Seguindo esse roteiro, Yokoda garante que você estará desprogramando a compulsão alimentar. Para reforçar as imagens da mentalização, ele aconselha cada praticante a ter uma balança à mão para se pesar diariamente. Os dados colhidos devem ser usados num gráfico que demonstrará seu progresso numa curva descendente de peso. Esse acompanhamento ajuda a manter a disciplina das três meditações diárias. O doutor ensina ainda outro truque para usar em momentos estratégicos, como aquele em que você tem uma enorme vontade de comer algo engordativo - um chocolate, por exemplo. Quando isso acontecer, imagine-se devorando uma caixa enorme de bombons. E, mesmo já enjoada, continue comendo até ficar com verdadeira aversão à guloseima. O médico afirma que a vontade passa.
Mas o método de mobilização do QI não faz milagres sozinho. "Combino os exercícios de mentalização com uma dieta disciplinadora", avisa o expert. Ela consiste em seis refeições diárias (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche noturno), que, somadas, não ultrapassam 1.200 calorias. O menu é balanceado, o que significa poder comer de tudo um pouco desde que seja com moderação. Outra recomendação é fazer exercício, como caminhar pelo menos 45 minutos diariamente.
 
Tentativas que deram certo
 
"Parei de assaltar a geladeira. Luto contra a balança desde os 15 anos. Tomei todo tipo de fórmula para emagrecer, mas sempre voltava a engordar. Desanimada, vivia com palpitações, sentia falta de ar e não via mais alternativas até conhecer o método do QI mental. Na palestra do dr. Yokoda descobri que a origem do meu problema era a compulsão. O grande prazer era esperar todo mundo dormir para assaltar a geladeira. Comer escondido me dava prazer. Iniciei com vontade as mentalizações, e senti que, aos poucos, minha vontade desenfreada de devorar as coisas foi ficando sob controle. Em seis meses perdi 20 kg. Como a parte do corpo que mais me incomodava era a barriga, mentalizava mais essa região e foi nessa área que obtive melhores resultados. Continuo firme pois sei que vou enxugar muito mais."
MÁRCIA APARECIDA VALVERDE, 36 ANOS, (quando iniciou o programa pesava 99 kg e agora está com 80)
"Queria estar magra no meu aniversário e consegui. Já experimentei todos os regimes conhecidos, mas nenhum deu resultado. Descobri o QI mental em 2002 e imediatamente resolvi tentar. Ouvir aquela história da fome ancestral fez todo sentido para mim e me ajudou a mergulhar de cabeça na técnica. Queria com todas as forças estar magra no meu aniversário, que seria dali a cinco meses. Passei a fazer as mentalizações três vezes ao dia, a me pesar diariamente e a registrar tudo num gráfico. Também segui à risca a indicação de fazer seis refeições e praticar atividade física. Resultado: apaguei as velinhas com 62 kg - 20 a menos de quando comecei o programa."