Pular para o conteúdo principal

INJEÇÕES DE BELEZA : AS NOVIDADES PARA DEIXAR O ROSTO JOVEM EM MINUTOS




Injeções de beleza: as novidades
para deixar o rosto jovem em minutos

Plasma, gás, gordura e células-tronco podem ser injetados no rosto para garantir uma pele mais bonita e jovem. Conheça essas novidades que estão revolucionando a estética.


injeções-beleza
Mesmo com tantas novidades no mercado para combater
os efeitos do tempo, a toxina botulínica e o ácido hialurônico
não perdem o ibope
Foto: Ella Dürst

 

 

 

 

 

 

Plasma

Anti-aging

“Ela consiste na utilização, durante procedimentos cirúrgicos de rejuvenescimento facial, como o lifting e as enxertias de gordura, do uso concomitante de plasma rico em plaquetas. O objetivo é aumentar a produção de elementos chamados de Fatores de Crescimento, que têm importantes propriedades, como o incremento da síntese de colágeno, aumento da angiogênese (produção de novos vasos sanguíneos) e estímulo à osteogênese (produção de osso)”, explica Helio Caprio, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (RJ).
Antes da cirurgia, a paciente é encaminhada ao laboratório para coleta de, aproximadamente, 40 ml de sangue. Depois, o material é centrifugado e formam-se três partes. No fundo, a série vermelha (hemácias e plaquetas), na camada intermediária o plasma (água; albumina, principal componente; fibrinogênio e globulina) e na parte superior a série branca (glóbulos brancos). “Com agulha coletam-se, então, dois compostos: o plasma rico em plaquetas (PRP) e o plasma pobre em plaquetas (PPP). O PPP é usado em toda a região de pele que foi descolada durante a cirurgia, atuando como uma cola, pois é rico em fibrina. O PRP, por ser rico em Fatores de Crescimento, estimula a formação de vasos (angiogênese) e a síntese do colágeno, sendo usado, então, nas áreas de enxertia de adipócitos (gordura), facilitando a integração destes enxertos”, conta Helio Caprio.
Segundo ele, não há risco de rejeição porque o material é extraído da própria paciente. A cirurgia dura de 15 a 30 minutos e é feita com anestesia local e sedação ou anestesia geral. O resultado surge após 7 a 15 dias. Repouso, drenagem linfática e curativo de contenção por 12 horas, em média, são medidas necessárias pós-procedimento, que é contraindicado caso haja doenças que impeçam a cirurgia, como hipertensão grave.

Carboxiterapia

Para atenuar as olheiras

“Com a infiltração subcutânea de gás CO2 (dióxido de carbono) há um aumento das trocas de oxigênio na área escurecida, o que melhora a irrigação e a nutrição celular. O descolamento físico promovido pelo gás também estimula a formação de novas fibras de colágeno, melhorando a flacidez”, conta Guilherme Szerman, dermatologista da Clínica de Pele.com (RJ).

 

A técnica é muito simples: são aplicadas várias injeções com uma agulha de espessura ultrafina por meio de um aparelho que controla a velocidade do fluxo e o tempo de aplicação do gás (medicinal, estéril e não tóxico), que se espalha rapidamente para os tecidos circundantes. O tratamento não apresenta efeitos colaterais, desde que a pessoa não tenha problemas pulmonares ou cardíacos, os quais podem comprometer a eliminação do gás, provocando infecção na área tratada.
O número de sessões varia de acordo com a necessidade de cada paciente. Em geral, são indicadas, no mínimo, 15 sessões, com duas ou três aplicações por semana. Após o procedimento é possível retomar a rotina diária, desde que se evite a exposição ao sol por 24 a 48 horas. “Durante o processo, a pessoa sente um leve incômodo, cuja intensidade depende da percepção individual. Não é usado nenhum sedativo, mas para as pessoas mais sensíveis é possível aplicar, 30 minutos antes, uma pomada anestésica local, capaz de tornar o procedimento totalmente indolor”, avisa o dermatologista.

Enxerto de gordura

No contorno facial

“Uma das características do envelhecimento da face é a perda da gordura do rosto. Com isso, começam a aparecer rugas de expressão, sulcos mais profundos, atrofia do lábio e perda do tônus facial. O enxerto de gordura pode preencher as depressões e dar volume e tonificação à região malar e labial, deixando a face mais jovem”, diz Rodrigo Mangaravite, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (RJ). A gordura que vai ser utilizada pode ser extraída de qualquer região corporal. “A preferência é pela área dos flancos, mas também podemos retirá-la do joelho ou da barriga”, avisa o médico.
Segundo ele, a principal vantagem é que o material aplicado é da própria paciente e, com isso, o risco de qualquer reação é nulo. “Não há contraindicação para esta técnica, mas se não houver gordura para ser retirada, o procedimento se torna inviável”, avisa. O resultado dura, normalmente, de um a dois anos. A cirurgia demora cerca de 40 minutos e é feita com anestesia local. Logo após a aplicação, o rosto fica um pouco inchado, o que pode perdurar por um ou dois dias, e podem surgir manchas roxas no local. É preciso evitar sol e atividades físicas por três dias.

Células-tronco

Para uma pele jovem

“Usamos esta técnica para devolver à pele o viço, a elasticidade e a jovialidade. Para corrigir as perdas causadas pela idade, como falta do contorno facial, sulcos nasolabiais e rugas. Também pode ser usada para melhorar a aparência das cicatrizes de acne e outros defeitos da derme”, enumera Dayse D’Avila, dermatologista (MG).
De acordo com a especialista, o método é muito simples: um pequeno fragmento do corpo é retirado por meio de uma minibiópsia em determinada área (como no couro cabeludo) ou por meio microaspiração de um pouquinho de gordura (como feito na região acima do joelho), sob anestesia local. “O material é congelado em nitrogênio líquido e levado ao laboratório, onde as células-tronco de fibroblastos são extraídas. Estas são cultivadas e se multiplicam, aumentando em milhões. Esse material é devolvido para o médico, em uma seringa estéril, e ele é, então, reinjetado. Em algumas semanas, as células já vão produzir um novo colágeno, minimizando o envelhecimento cutâneo”, esclarece a médica. Não há risco de causar alergia, rejeição ou crescimento tumoral, pois o material coletado é da própria paciente.
“Além da segurança, outra grande vantagem do uso de células-tronco é que elas se incorporam à cútis e iniciam uma produção contínua de colágeno e elastina, que vai perdurar por longo período. O rosto vai sendo recuperado de forma natural, contínuo e pelo próprio organismo, semuso de substâncias externas”, diz. A sessão dura 30 minutos. É usada anestesia local (injetável) para a retirada do fragmento e tópica (creme anestésico) para sua reintrodução na pele. “O resultado, por outro lado, é progressivo e duradouro.”

Aplicações a mil

Mesmo com tantas novidades, dois componentes utilizados na dermatologia para combater os efeitos do tempo não perdem o ibope. São eles: toxina botulínica e ácido hialurônico.

Toxina botulínica

Ela tem sido empregada com ótimos resultados na suavização de rugas de expressão localizadas na testa e ao redor dos olhos. Aplicada sob anestesia local, apresenta o seu efeito máximo após o sétimo dia, sendo que a duração típica é de seis meses. Assim como o preenchimento, a toxina botulínica pode ser repetida ao longo dos anos. “Esta técnica também oferece bons resultados em pacientes com sinais iniciais de envelhecimento, naqueles que não desejam passar por cirurgia e como complementação ao tratamento cirúrgico”, explica Alan Landecker, cirurgião plástico, membro titular e especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Preenchimento

A utilização de matérias de preenchimento pode oferecer bons resultados em pacientes com sinais iniciais de envelhecimento, naqueles que não desejam a cirurgia e como complementação após o tratamento cirúrgico. “Basicamente, recomendamos a utilização desta técnica em pessoas portadoras de rugas em repouso, ou seja, aquelas que aparecem sem a contração muscular”, afirma Alan Landecker. As regiões mais comuns são o sulco entre a boca e as bochechas, a região entre as sobrancelhas e as rugas finas ao redor dos lábios. Os efeitos do tratamento duram entre seis e oito meses e ele pode ser repetido após esse período.
 
*Preços pesquisados em março de 2013.
 
 
Fonte:http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/cuidados-com-o-rosto/

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS