ACNE EM ADULTOS : SAIBA AS CAUSAS E POSSÍVEIS TRATAMENTOS



Acne em adultos: saiba as causas e possíveis tratamentos

Problema não é comum apenas na adolescência , acometendo adultos e adolescentes .



A acne não é só inimiga dos adolescentes. Um estudo da L´Oréal realizado com dermatologistas no ano passado mostrou que a temida espinha é o maior motivo das consultas independentemente da faixa etária. De acordo com outra pesquisa do laboratório, 59% das brasileira têm a pele oleosa e com acne.

Na fase adulta, as principais causas da acne são alterações hormonais (provocadas por exemplo pela síndrome dos ovários policísticos), variações climáticas, estresse, excesso de sol e limpeza inadequada da pele. Tabagismo, cafeína, utilização de medicamentos como cortisona e antidepressivos, excesso de vitaminas, exposição ao sol e até predisposição genética são outras possíveis origens, assim como a maquiagem. Por isso, produtos oil free, que não obstruem os poros, são uma boa opção para quem já tem tendência às erupções.
O problema ocorre mais na adolescência porque é nesta fase que o nível de hormônios está mais elevado, causando o aumento da secreção pelas glândulas sebáceas.
— No caso das mulheres adultas, o período pré-menstrual costuma ser o pior para quem sofre com as espinhas, por causa do aumento dos andrógenos (hormônios sexuais masculinos que estimulam a secreção sebácea) em circulação no sangue — explica a gerente de Comunicação Científica da SkinCeuticals, Cecília Cunha.
Embora não seja primariamente um distúrbio alimentar, a acne também pode ser causada por alimentação inadequada. Os laticínios e produtos com alto índice glicêmico aumentam o risco, explica a dermatologista Apolonia Sales:
— Também foi constatado que o consumo de ácidos graxos ômega 6 está associado à acne, enquanto ácidos graxos ômega 3 estão ligados à diminuição do risco de acne. Já o chocolate, sempre considerado um grande vilão, não foi implicado na piora da doença em alguns estudos, nem a ingestão de sal.
Nos adultos, o queixo, a linha da mandíbula e as costas (em função função de cremes para cabelos sem enxague, hidratantes ou filtros solares oleosos) são as principais áreas acometidas. Segundo Apolonia, além de ocorrer em locais específicos da pele, nessa faixa etária ela costuma ser mais branda e com menor quantidade de lesões inflamadas.
— De forma geral, os produtos de uso tópico são os mesmos para adultos e jovens, mas existem algumas diferenças como o tempo de uso. Nos adolescentes, que geralmente apresentam acne com pus, são usados antibióticos associados, enquanto em pessoas mais velhas é comum a utilização de ácidos e tratamento hormonal — explica Apolonia.
No caso da síndrome dos ovários policísticos, anticoncepcionais podem ser uma das saídas recomendadas por ginecologistas. Em outros casos, aparelhos com tecnologias baseadas em luz podem ser usados:
— A radiofrequência, a fototerapia (luz azul) e o laser são úteis como um tratamento complementar. Eles podem reduzir o número de bactérias e interferir na função da glândula sebácea — diz Apolonia.
A esfoliação também é um dos aliados para quem busca reduzir o problema. Mas se for feita com muita frequência (acima de duas vezes por semana) pode acabar estimulando a pele a produzir mais oleosidade.
Já os produtos de uso tópico, segundo Cecília, devem apresentar uma textura com toque seco e ter ativos que controlem a oleosidade, diminuam os cravos e combatam os primeiros sinais do envelhecimento. (Confira nossa galeria com sugestão de produtos. Mas, claro, antes de ir às compras não esqueça de buscar primeiramente a orientação de um dermatologista).

Fonte:http://ela.oglobo.globo.com/beleza/pele/acne-em-adultos-saiba-as-causas-possiveis-tratamentos-9065945

Saiba mais sobre a Acne
 
 
A acne é uma afecção dermatológica freqüente entre os adolescentes. Em geral, inicia-se na puberdade podendo afetar adultos jovens e persistir por longo período se não tratada. A cura não é facilmente obtida e o tratamento costuma ser prolongado. Deste modo, o sucesso de um tratamento também depende da persistência e colaboração do paciente.
Apesar da existência de muitas formulações para o tratamento da acne, a orientação médica é fundamental. Somente o médico poderá diagnosticar e definir o tratamento ideal e mais adequado para o seu caso.
 
Causas e tipos de acne
 
A acne é uma doença que acomete os folículos pilossebáceos, que são "poros" existentes na pele. A hiperatividade das glândulas sebáceas é o principal fator na formação da acne. Esta produção exagerada de sebo misturada a outras substâncias forma um tipo de "tampão" que provoca a obstrução do "poro". Assim, é impedida a saída natural das células mortas e bactérias que normalmente aí se encontram. As alterações hormonais que ocorrem na puberdade, principalmente o aumento do hormônio masculino (androgênio), são uma das principais causas da produção excessiva de sebo.
Outro fator importante, é a hiperqueratinização, o seja, a produção excessiva de células mortas contendo uma substância chamada queratina. Essas células unem-se ao sebo colaborando na obstrução dos "poros".
O resultado de todos esses fatores é a formação de pequenos pontos brancos ou negros elevados sobre a pele, denominados "comedões". A medida que a glândula continua a secretar sebo e a via de saída está obstruída, as paredes laterais da glândula dilatam-se. O "comedão" transforma-se, então, em espinha.
Até aqui a acne é leve com poucos sinais inflamatórios, é a chamada acne comedoniana ou grau I.
Com a obstrução do "poro" pode ocorrer proliferação bacteriana dentro da glândula sebácea, resultando em inflamação e infecção dentro e ao redor dos folículos pilossebáceos. Esta formação recebe o nome de pápula e quando possui secreção purulenta de pústula. A presença de pápulas e pústulas superficiais e profundas caracterizada, respectivamente, a acne pápulo-pustulosa superficial (grau II) e profunda (grau III).
Quando ocorre o desenvolvimento de lesões mais graves em forma de nódulos ou cistos trata-se de acne nódulo-cística ou grau IV.
A acne ocorre em áreas onde existe maior número de glândulas sebáceas: face, tórax, ombros e dorso.
O fator psicológico ocasionado pela acne é muito importante devido ao aspecto estético desagradável e possíveis seqüelas.
 
Tratamentos para a acne
 
Existem diversos tratamentos para a acne e a escolha do método mais adequado baseia-se no quadro clínico, que varia de indivíduo para indivíduo.
Recomenda-se sempre consultar um médico dermatologista para avaliação clínica e prescrição do tratamento adequado.
Basicamente existem dois tipos de tratamentos: o tratamento tópico, ou seja, medicamentos que são aplicados diretamente sobre a pele, e o tratamento oral, ou seja, através de medicamentos tomados por boca.
Como a acne é uma doença que acomete a pele, o tratamento tópico é o mais empregado. Os medicamentos orais são mais utilizados em casos graves ou específicos.
 
Tópicos
 
Tretinoína
Trata-se de um derivado da vitamina A de aplicação local. A maioria dos produtos com tretinoína é em forma de gel.
A tretinoína possui importante ação queratolítica, ou seja, atua contra a hiperqueratinização. Também exerce ação leve e indireta sobre a proliferação bacteriana nas glândulas sebáceas. Deste modo, os produtos com tretinoína são mais indicados no tratamento das formas não inflamatórias de acne (pontos brancos e negros). No início da terapia pode ocorrer irritação da pele, que agrava-se a exposição solar.
 
Peróxido de Benzoíla
O Peróxido de Benzoíla é um exfoliante que combate a inflamação e a infecção bacteriana, não influenciado a produção de sebo. Tem como inconveniente irritação e descamação excessiva da pele.
Trata-se de um medicamento de aplicação tópica que pode ser usado especialmente nas formas inflamatórias da acne (por exemplo, acne pápulo-pustulosa).
 
Ácido Azelaico
O ácido azelaico é um tratamento para a acne que possui três diferentes mecanismos de ação. Possui efeito queratolítico, ou seja, promove a desobstrução de "tampão" de queratina e sebo. Além disso, possui ação antibacteriana e antiinflamatória, eliminando eficazmente as bactérias associadas à acne e diminuindo a inflamação.
 
Antibióticos
Existem alguns antibióticos de aplicação tópica, como por exemplo a clindamicina ou a eritromicina. Em geral esses produtos são em forma de solução e servem para combater a infecção bacteriana e a inflamação.
 
Orais
Antibióticos orais como a minociclina são utilizados com sucesso no tratamento de formas graves de acne. Ocasionalmente, podem ocorrer efeitos colaterais como distúrbios gastrointestinais. Existe a possibilidade de ocorrer resistência bacteriana ao antibiótico, deste modo, tornando-os ineficazes.
 
Tratamentos Hormonais
Uma das principais causas da acne é a produção excessiva de sebo devido ao excesso de androgênios. Deste modo, outra opção de tratamento é o emprego de substância capaz de antagonizar os efeitos dos androgênios. Assim, um componente antiandrogênio elimina eficazmente a influência dos androgênios, reduzindo acentuadamente a produção de sebo. No momento, os tratamentos hormonais são apenas disponíveis para as mulheres. Para que não ocorra irregularidades no ciclo menstrual, o antiandrogênio deve ser tomado juntamente com estrogênio, o hormônio feminino. Entre um produto no mercado que associa um antiandrogênio com estrogênio (DIANE® 35), que além de proporcionar excelente resultado no tratamento da acne, oferece também proteção contraceptiva eficaz. Após alguns meses de tratamento, observa-se rápida melhora do quadro clínico com desaparecimento da aparência oleosa da pele e cabelo e das lesões características da acne. 

 
2. Quais são as causas da acne?
A acne apresenta vários fatores de predisposição: hereditários, hormonais e psicológicos. A acne é uma afecção dermatológica freqüente entre os adolescentes. As alterações hormonais que ocorrem na puberdade, principalmente o aumento do hormônio masculino (androgênio), são uma das principais causas da produção excessiva de sebo. Esta produção exagerada de sebo misturada a outras substâncias forma um tipo de "tampão" que provoca a obstrução do "poro". Assim, é impedida a saída natural das células mortas e bactérias que normalmente aí se encontram dando origem a acne.
3. Que medidas de higiene devem ser tomadas para a acne?
Recomenda-se lavar a área afetada uma vez pele manhã e outra à noite. De preferência com água fria e sabão neutro.
4. Posso usar maquiagem mesmo tendo acne?
Use o mínimo de maquiagem possível. Se for imprescindível, você deverá usar maquiagem à base de água e evitar cosméticos à base de óleo.
5. Há uma dieta especial para quem sofre de acne?
Basicamente, é possível comer de tudo com moderação, desde frutas até doces e massas. Somente se for comprovada relação entre algum alimento e a condição de sua doença (por exemplo, um alimento que aumente o número de pontos) é que tal alimento deverá ser evitado.
6. Eu tenho acne. Devo consultar um médico?
Sim, a ajuda do seu médico é fundamental. Somente ele poderá fazer um diagnóstico exato e definir o tratamento ideal para o seu tipo de acne.
7. Tenho acne. Posso tomar banho de sol?
Sim, pode. Procure desfrutar moderadamente do ar livre e do sol. O uso de um filtro solar sem óleo é recomendado.
8. Tenho que mudar meu estilo de vida por causa da acne? 
Depende, não se esqueça dos fatores psicológicos da acne. Você deve dormir bem, o cansaço e o estresse são grandes aliados da acne.
9. Há produtos que causam ou agravam a acne?
Alguns produtos podem agravar a acne, como por exemplo o iodo. Evite as soluções pós-barba, os adstringentes e colônias pós-banho. Não utilize cremes de barbear que contenham álcool, tudo isso pode causar ardor durante o tratamento.
10. Eu posso espremer os pontos de acne?
Não aperte nem esprema as lesões da acne já que você causará um dano ainda maior à pele, podendo provocar cicatrizes permanentes.
11. Que posso fazer para curar rapidamente a acne?
Você deve levar em conta que a cura da acne não é fácil e que nenhum tratamento consegue tal cura da noite para o dia. Na maioria dos casos, o tratamento deve ser mantido por quatro meses ou mais; você deve ter paciência e seguir rigorosamente as recomendações do médico. A sua colaboração é o fator mais importante durante o tratamento.

 
 


OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES


Quando a maioria das pessoas se refere a espinhas, pensamos logo na adolescencia. Embora os adolescentes sejam de fato a maior parte da população atingida pela acne, os adultos podem sofrer com espinhas também. Mais da metade de todas as mulheres adultas e cerca de um quarto dos homens adultos sofrem com a acne ( espinhas ).
È na adolescência porém, que as espinhas se manifestam na maior parte dos casos ( e de forma mais intensa ), podendo provocar perturbações físicas e principalmente, emocionais.  Nessa fase da vida conflituosa, em que o indivíduo passa por grandes transformações corporais e emocionais, como o desenvolvimento das relações sociais, namoros, amizades, é quando inevitavelmente, surgem as comparações com as pessoas com quem se convive, o questionamento de como as pessoas o vêem.
O ponto mais importante que os pais ou responsáveis devem levar em consideração no que se refere ao aparecimento de espinhas no adolescente, é que o impacto individual da acne é muito difícil de ser julgado, pois mesmo uma forma leve de acne ( espinhas ),  pode ser considerado um problema bastante significante para alguns pacientes , diminuindo sua qualidade de vida e em alguns casos seu convívio social. Por ser uma doença de pele e conseqüentemente estar diretamente ligada à aparência física do individuo, as espinhas no rosto podem dar origem a importantes conflitos psicológicos e prejudicar a auto-estima do adolescente.
Diante desse quadro, o adolescente com espinhas passa a se isolar, deixando de participar de atividades sociais como festas, jogos de futebol, viagens, e até mesmo deixa de namorar devido ao medo de aceitação da sua aparência.
Exatamente por isso é tão importante que o aparecimento de espinhas de acne sejam tratadas corretamente desde o início,  seguindo as orientações de seu dermatologista, para que a acne não deixe marcas físicas e psicológicas na vida do adolescente.
Nos pacientes adultos, os efeitos negativos da acne são parecidos, com o agravante de que estes pacientes mais velhos , na maioria das vezes, já apresentam cicatrizes de espinhas antigas, que são mais difíceis de tratar.
É importante lembrar que tratamentos altamente efetivos para acabar com as espinhas estão disponíveis, possibilitando a cura da acne na maioria dos casos. O tratamento espinhas pode englobar peelings, formulações tópicas e orais a base de acido retinóico ( Roacutan ) , cremes, antibióticos, laser, etc. Durante sua consulta avaliação em nossa clinica, o dermatologista poderá analisar o tipo e grau de sua acne, indicando o melhor tratamento para acabar com as suas espinhas de maneira definitiva.
 


CRAVOS e ESPINHAS : Como acabar com cravos e espinhas

06JAN
A espinha ou acne é uma das doenças dermatológicas mais comuns e aparece com freqüência em adolescentes e adultos jovens, tanto homens quanto mulheres. Cerca de 85% das pessoas com espinhas apresentam manifestações simples, aqueles cravos pequenos e comuns. As outras 15% têm acne inflamatória, com lesões mais aparentes, de intensidade variável e precisam de tratamentos mais específicos. Na grande maioria dos casos, cravos e espinhas desaparecem sozinhos por volta dos 20 anos de idade. Quando o quadro de acne persiste alem dessa idade, deve-se procurar auxilio de um dermatologista de modo a iniciar um correto tratamento visando a cura de cravos e espinhas, evitando o aparecimento de cicatrizes de acne permanentes e o impacto psicológico que esse quadro pode trazer ao adolescente.
Como acabar com cravos e espinhas ?
O principal tratamento para controle de cravos e espinhas, consiste na higienização da pele com sabonetes e géis de limpeza, geralmente à base de enxofre e ácido salicílico e outras substâncias antissépticas. Esses produtos tem a função básica de controlar o excesso de oleosidade da pele e a quantidade de bactérias presentes na pele, que juntos respondem pela principal causa de formação de cravos e espinhas. Deve-se lembrar porem, que essa higienização da pele deve ser realizada no máximo de 2-3 vezes por dia, devido ao risco de irritação e ressecamento da pele.
Além da limpeza da pele, o tratamento para cravos e espinhas é realizado medicações de uso local ou via oral, ou mesmo tratamento combinado, dependendo do tipo e gravidade da acne.Alguns medicamentos de uso local (géis, cremes, loções oil-free ) possuem retinóides que controlam o excesso de produção de queratina e do sebo (ex: adapaleno), substâncias que diminuem a a inflamação local  e a população de bactérias , como é o caso dos antibióticos tópicos (ex: eritromicina) e do peróxido de benzoíla, que também provoca descamação superficial da pele e previne o aparecimento dos cravos.
Quando o paciente já se encontra em um estagio mais avançado de acne, com formações de “ espinhas internas “ e pus ( acne inflamatória ) , geralmente o dermatologista opta por iniciar o tratamento com antibiótico oral, ( ex: limeciclina, tetracilina, eritromicina ), cuja função principal é a de diminuir a população de bactérias na pele e a inflamação local .
A cura definitiva para cravos e espinhas – ISOTRETINOINA
Alguns casos de cravos e espinhas são resistentes aos tratamentos convencionais, geralmente prolongados e mal tolerados pelos adolescentes. Outros podem se tornar muito graves, deixando cicatrizes. Para estes casos, pode ser utilizada a isotretinoína , uma substancia derivada da vitamina A, que pode acabar definitivamente com cravos e espinhas em cerca de 6 a 8 meses. É importante lembrar que o tratamento com isotretinoina ( Roacutan ) deve ser sempre acompanhado por um dermatologista, já que o seu uso traz alguns efeitos colaterais conhecidos, que são controlados através de exames solicitados pelo seu dermatologista , de acordo com a evolução do paciente.
Além da Isotretinoina, a dermatologia estética oferece outras soluções como peelings , resufacing com laser e preenchimentos com biomateriais, que podem oferecer uma solução mesmo para casos onde já se observe seqüelas da doença como cicatrizes e depressões de cravos e espinhas. Os pacientes que se submetem ao tratamento para espinhas em nossa clinica passam por uma verdadeira transformação,física e emocional, que sempre é motivo de orgulho para equipe médica da clínica Bioplástica. Nós sabemos o quanto o seu modo de encarar a vida, confiança e auto estima irá se elevar, quando após o tratamento , o paciente alcança alcança aquela pele lisinha e sem marcas pelo qual esteve procurando.Se você ficou interessado na cura definitiva para cravos e espinhas
 



Confira alguns produtos incríveis no tratamento da acne






O Blemish + Age Defense da SkinCeuticals (0800 701 7371) tem textura sérum oil-free e é indicado para todas as estações do ano. Ele trata as lesões da acne e as marcas deixadas na pele, além de minimizar as linhas finas, R$ 184 Foto: Divulgação


O Pure Zone roll-on secativo da L’Oréal Paris (0800 701 6992) acelera o processo de secagem da acne, reduzindo manchas e marcas de espinhas, R$ 19,90 Foto: Divulgação

Anti-Blemish Solutions Liquid Makeup da Clinique (0800 892 16 94) é uma base leve e livre de óleo que ajuda a tratar e prevenir a acne. Também neutraliza a irritação e vermelhidão da pele, R$ 150 Foto: Divulgação
O roll-on Tea Tree da Tisserand (www.tisserand.com.br) tem fácil aplicação e é indicado para tratar as espinhas de forma mais prática, R$ 65 Foto: Divulgação
Spray corporal para pele com tendência a acne da Mary Kay (www.marykay.com.br). Pode ser aplicado nos ombros, costas e pernas, R$ 55 Foto: Divulgação
O boo boo zap da Benefit é próprio para utilizar
sob ou sobre a maquiagem pois tem uma fórmula invisível. Além de secativo, ele purifica e reduzir a aparência de vermelhidões e áreas irritadas. À venda na Sephora (www.sephora.com.br), R$ 69 Foto: Divulgação
Lapiseira Secativa AcnePoint da VEER Cosméticos (0800 727 8337), R$ 28 Foto: Divulgação
O Normaderm 3 em 1, da Vichy (0800 701 1552), tem uma associação de ativos com efeito “peeling” em uma textura creme. Ele busca limpar, esfoliar e termina com uma máscara que matifica e clarifica a pele. O produto sai a R$ 58,90 (125ml) Foto: Divulgação

O Effaclar Gel Concentrado da La Roche-Posay (0800 701 1552) promove a limpeza da pele oleosa e acneica, com eficácia duradoura no controle de oleosidade, R$ 24,90 (60ml) Foto: Divulgação
A Cyzone (0800 778 8992) criou um trio que busca limpar, hidratar e prevenir a pele oleosa da acne e do brilho: gel facial de limpeza hidratante (R$ 20), loção adstringente bifásica (R$ 18,50) e máscara facial esfoliante (R$ 20) Foto: Divulgação

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS