Pular para o conteúdo principal

PELE,SAÚDE E BELEZA CAMINHAM JUNTAS - AS TÉCNICAS DE REJUVENECIMENTO

 

Saúde e beleza caminham juntas quando o assunto é a pele

 
 
As técnicas de rejuvenescimento podem ter também uma ação preventiva - além da corretiva - com o é o caso da toxina botulínica (botox)
 
 
 

Conheça as técnicas de rejuvenescimento mais utilizadas pelos dermatologistas, as indicações de cada uma, os prós e contras.

 Os pesquisadores não param. O aumento da expectativa de vida gera uma busca para retardar o envelhecimento da pele. Como consequência, as técnicas de rejuvenescimento vão se sofisticando para atender à expectativa das pessoas que querem prolongar a saúde e a beleza do maior órgão do corpo. “O ideal é prevenir, mas sempre é possível melhorar. Médico e paciente têm que estabelecer um bom relacionamento e um limite do que é possível conseguir com cada tratamento”, afirma a dermatologista membro da diretoria do Departamento de Dermatologia da Associação Médica de Minas Gerais, Ana Cláudia de Brito Soares. Sim, para a satisfação do paciente é preciso que ele entenda o processo, conheça seus passos, limitações, tempo de recuperação e tenha uma expectativa real do resultado.

Bom senso

São inúmeras as intervenções que podem melhorar o aspecto da pele, clareando manchas, reduzindo a oleosidade, fechando os poros, melhorando a flacidez e outros sinais de envelhecimento. “As indicações são individualizadas e devem ser direcionadas de acordo com as características da pele de cada paciente. Tratamentos combinados são bem interessantes e podem trazer resultados excelentes”, explica a dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Carolina Marçon.

Bom senso é a palavra mais importante em relação a tratamento estético. “É preciso cautela para indicar um procedimento”, aborda o dermatologista membro da SBD, Rubem Mateus Miranda. Ele conta que não é raro mulheres procurarem atendimento para aumentar o volume dos lábios sem qualquer necessidade. “Os lábios precisam estar em harmonia com o rosto. Se aumenta muito o superior em relação ao inferior, o efeito é a boca de pato que, na minha opinião, é técnica mal feita”, diz. O médico chama atenção ainda para uma doença denominada transtorno dismórfico, em que a pessoa pode, por exemplo, enxergar a boca pequena sem ter correspondência na realidade.

Para Ana Cláudia de Brito Soares, o padrão de beleza de revistas e televisão tem contribuído para que algumas pessoas percam o limite do que é adequado. “Excessos de procedimentos geram rostos caricatos”, diz.
Procedimentos mais realizados

 As técnicas de rejuvenescimento podem ter também uma ação preventiva, com o é o caso da toxina botulínica, comercialmente conhecida como botox. A substância impede a contração da musculatura e é utilizada para atenuar as rugas de expressão. “Se o paciente é mais jovem, dá um sorriso e no repouso começa a aparecer a ruga já é indicação de fazer uso”, explica Rubem Mateus Miranda. O dermatologista observa que é preciso tomar cuidado para não ser agressivo na aplicação e não paralisar muito a expressão. É contraindicado para pacientes que têm alguma doença neuromuscular ou degenerativa.

No caso do preenchimento, o produto mais difundido é o ácido ialurônico que tem efeito temporário e duração que varia entre 8 meses e um ano. “Ele ocupa volume e é indicado para amenizar o bigode chinês”, exemplifica o especialista.
O laser de CO2 age estimulando a produção do colágeno e pode ser feito não só no rosto, mas também no pescoço. É uma técnica um pouco mais agressiva e o desafio dos pesquisadores é alcançar um resultado melhor com menor tempo de recuperação. “O efeito vai se fazendo durante meses e o paciente não pode tomar sol em hipótese alguma durante 15 dias. É comum minar uma água da pele logo após o procedimento”, esclarece.

O resultado é um rejuvenescimento global da face. A técnica é menos recomendada para as pessoas de pele morena, que têm maior risco de manchas. É indicado também para atenuar cicatriz de acne, estria quando ela ainda está com a coloração vermelha, cicatriz de cesariana e da cirurgia de redução de estômago. “O efeito é cumulativo, até seis meses depois o organismo pode estar fazendo colágeno”, explica Rubem.

A técnica de luz pulsada é menos agressiva que o laser de CO2 e age para melhorar manchas de pele, vasinhos, poros abertos e a textura da face como um todo. Geralmente, a indicação é de três seções com um intervalo mensal entre elas. Ela é interessante para as pessoas que precisam trabalhar no dia seguinte e pode ser repetida a cada seis meses.



Não é raro mulheres quererem aumentar o volume dos lábios sem necessidade.


Cada caso é um caso




Ana Cláudia de Brito Soares diz que existem dois tipos de envelhecimento da pele: o intrínseco ou inexorável, que é impossível segurar, e o extrínseco, causado, por exemplo, pelo tabagismo, radiação solar, má nutrição, abuso de álcool. Nesse caso, é possível combater, controlar e melhorar os sinais do tempo. Ela explica por que os cosméticos anti-sinais, comercializados sem receita, não conseguem atuar na prevenção do envelhecimento. “Eles têm princípios ativos sim, mas como são de venda livre, a concentração é pequena já que não podem causar qualquer tipo de reação indesejada na pele de ninguém”, esclarece.

Quando o assunto é pele, cada idade tem a sua preocupação. No caso das crianças, é a exposição ao sol, do adolescente, principalmente a acne e para as mulheres a partir dos 30 anos, os primeiros sinais de envelhecimento. “Essa é a época em que é possível começar a prevenir e atuar de uma forma mais suave”, pontua. A médica ressalta, entretanto, que essa é uma regra geral. “Uma mulher com sardas ou uma mulher loira talvez precise de um tratamento estético mais cedo”, fala.

“A pele aos 40 anos é reflexo dos hábitos de vida até esse período: ou se colhe os louros de um passado bem cuidado ou se paga os pecados cometidos”, salienta Carolina Marçon. “Calcula-se que o estilo de vida responde por 70% da longevidade de uma pessoa e apenas 30% se deve a fatores genéticos”, completa.

Outro fator que influencia a pele após os 40 anos são as alterações hormonais próprias da menopausa. “Pesquisas recentes, feitas com mulheres de 30 anos em diante, mostram que o processo de envelhecimento cutâneo começa por volta dessa idade,mas intensifica-se entre os 40 e 50 anos, exatamente a época de aparecimento dos primeiros sintomas da menopausa”, afirma Marçon.
 
Um lado do rosto envelhece mais rápido do que o outro. O dermatologista Rubem Mateus Miranda explica que o ser humano é assimétrico e o lado que envelhece primeiro é o que a pessoa dorme.
 
Fatores externos


Além dos efeitos nocivos do sol, há outros fatores que prejudicam a pele, como o cigarro, o álcool, o estresse, a alimentação desequilibrada e a poluição. “O frio, o vento, as diferenças de temperatura e o calor úmido são fatores climáticos que expõem a pele a um estresse acelerador do envelhecimento. O clima frio e o uso de ar condicionado promovem ressecamento e a perda da hidratação natural da pele. O ar poluído das grandes cidades pode obstruir os poros, proporcionando um aspecto grosseiro e opaco à pele”, enumera Marçon.

No caso do cigarro e do álcool, a especialista detalha que ambos alteram o metabolismo celular da epiderme e estimulam a produção de radicais livres. “As substâncias tóxicas do cigarro causam destruição das fibras de colágeno e elastina, responsáveis pela elasticidade e firmeza da pele, além de causarem vasoconstricão (estreitamento) dos vasos cutâneos, prejudicando a nutrição e deixando a pele pálida e amarelada. O fumo exacerba o fotoenvelhecimento, principalmente em mulheres. Existe uma relação direta entre o número de maços fumados por ano e a gravidade do enrugamento e coloração acinzentada da pele”, observa.
 
Fonte:http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2013/06/03/noticia_saudeplena,143549/saude-e-beleza-caminham-juntos-quando-a-assunto-e-a-pele.shtml

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …