Pular para o conteúdo principal

ESTUDOS APONTAM QUE SEXO EQUIVALE Á PRATICA MODERADA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Estudos apontam que sexo equivale à prática moderada de exercícios físicos

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Estudos apontam que sexo equivale à prática moderada de exercícios físicos

Testes mostraram que a atividade entre quatro paredes pode não queimar tantas calorias quanto uma hora na academia, mas certamente vale mais a pena do que uma simples caminhada

Um novo estudo realizado por pesquisadores Universidade do Quebec em Montreal, no Canadá, aponta que, entre os jovens, os homens gastam uma média de 4,2 calorias por minuto enquanto as mulheres queimam 3,1 calorias por minuto durante o sexo.
A boa notícia é que, de acordo com os especialistas, esses números equivalem à prática moderada de exercícios físicos. Ou seja, se pensarmos nas calorias queimadas, fazer sexo pode ser mais vantajoso do que fazer uma caminhada, mas não é melhor do que correr, pedalar ou realizar qualquer atividade física mais intensa.
Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Prazer ou exercício?

“Esses resultados sugerem que a atividade sexual tem potencial para ser considerada como um exercício significativo”, explica o relatório da pesquisa. No entanto, a discussão sobre a intimidade de um casal ser ou não considerada uma atividade física válida pode dividir opiniões. Estima-se que uma relação sexual possa queimar entre 100 e 300 calorias, mas, considerando a natureza do ato, é difícil para a ciência encontrar um número exato.
Os famosos pesquisadores sexuais William Masters e Virginia Johnson, que conduziram estudos com casais a partir da década de 1950, concluíram que a frequência cardíaca de uma pessoa podia chegar a 180 batimentos por minuto. Em comparação, sabe-se que a frequência cardíaca de uma pessoa de 50 anos que pratica exercícios de intensidade moderada não passará de 119 batimentos por minuto.
Em 1984, um estudo realizado com 10 casais utilizou a frequência cardíaca, a pressão sanguínea, um equipamento de análise de oxigênio e um eletrocardiograma para determinar que, para os homens, a masturbação aumentava a função cardíaca em 37%, enquanto o sexo aumentava em 51%.

Tempos modernos

Lançando mão da tecnologia existente hoje em dia, os pesquisadores da Universidade do Quebec em Montreal utilizaram um dispositivo chamado SenseWear, que deveria ser colocado no braço dos participantes para monitorar suas reações enquanto praticavam sexo no conforto de suas casas.
Antes de passar para a parte mais prazerosa do estudo, os voluntários correram por 30 minutos em uma esteira em intensidade moderada para que os pesquisadores pudessem registrar o gasto calórico de cada um. Em casa, o SenseWear usaria seu acelerômetro, seus sensores de temperatura e sensores de respostas da pele para coletar informações sobre a atividade sexual.

Os resultados da pesquisa

Ao analisar os dados fornecidos pelo SenseWear, os pesquisadores registraram que a duração média de uma relação sexual era de 24,7 minutos, sendo que a mais curta durou 10 minutos e a mais longa se estendeu por 57 minutos.
Em geral, os homens queimaram 101 calorias, ou seja, 4,2 calorias por minuto durante o sexo. Em comparação, a corrida na esteira consumiu 276 calorias, o que equivale a 9,2 calorias por minuto. Para as mulheres, a média consumida entre os lençóis era de 69 calorias, sendo 3,1 calorias por minuto. Já na esteira, elas queimaram 213 calorias, que equivalem a 7,1 calorias por minuto.
Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Sexo ou academia?

Independente dos resultados, os pesquisadores acreditam que as pessoas apresentam mais disposição para passar alguns minutinhos entre quatro paredes do que para ir até a academia. E, se é para ficar em casa, o sexo se mostrou mais eficiente em queimar calorias do que as tarefas domésticas: um outro estudo publicado em outubro no periódico BMC Public Health descobriu que as pessoas superestimam a quantidade de calorias consumidas enquanto limpam o chão ou passam aspirador.
Depois de conferir esses estudos, qual é a sua opinião: sexo conta como um exercício físico?

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …