ALUMÍNIO E ALZHEIMER



ALUMÍNIO 

ÚTIL E MORTAL

Dr. Sérgio Teixeira


Se seu cabelo está caindo, desconfie do alumínio...
Este metal, quando está excessivo no organismo, provoca grande oleosidade no  couro cabeludo, que vai sufocar a raiz dos cabelos.

Usar xampus contra a oleosidade ajuda, mas se você não eliminar a causa, vai  perder muito cabelo.
Muitas vezes, a queda de cabelos vem acompanhada de dormências ou formigamentos quando se fica na mesma posição (com as pernas cruzadas, por exemplo).

Além dos seus cabelos, todo o seu organismo está sendo prejudicado:
 o alumínio deposita-se no cérebro,
causando o mal de Alzheimer
(esclerose mental precoce)
e expulsa o cálcio dos ossos, produzindo a osteoporose.

Esse cálcio vai se depositar em outros lugares, produzindo bursite, tártaro  nos dentes, bico de papagaio, cálculos renais...

E também vai para dentro das suas artérias, estimulando a pressão alta e a possibilidade de:
isquemias cardíacas
(infarto),
cerebrais
(trombose)
e genitais
(frigidez e impotência).

 Para o Dr. Mauro Tarandach, da Sociedade Brasileira de Pediatria, está bem claro o papel do alumínio nas doenças da infância, graças ao avanço da biologia molecular no que tange ao papel dos oligoelementos na fisiologia e na  patologia.

Os sintomas clínicos da intoxicação por alumínio nas crianças, além da hiperatividade e da indisciplina, são muitos:
anemia microcítica hipocrômica refratária ao tratamento com ferro,
alterações ósseas e renais, 
 anorexia e até psicoses,
 o que se agrava com a continuidade da intoxicação.

 Atualmente se utiliza a biorressonância para avaliar o nível do alumínio e outros metais.
O método é muito menos dispendioso, podendo ser utilizado no  consultório ou na casa do paciente.
   
E como o alumínio entra no organismo?

Através das panelas de alumínio, por exemplo, que vêm sendo proibidas em muitos países do mundo.       

Na Itália, famosa por seus restaurantes, nenhum deles pode usar essas panelas,  devido à proibição do governo italiano.     

É que as panelas de alumínio  contaminam a comida intensamente.    

Para você ter uma idéia: pesquisa da Universidade do Paraná demonstrou que as panelas vendidas no Brasil deixam resíduos de alumínio nos alimentos que vão de 700 a 1.400 vezes acima do permitido.

Isso só ao preparar a comida.
Se  esta ficar guardada na panela por algumas horas, ou de um dia para o outro, este valor pode triplicar ou quintuplicar.

Viu por que vale a pena trocar de  panelas?

 Mas não é só. Sabe as latinhas de refrigerantes e cervejas, hoje tão difundidas no Brasil?

Pesquisa do Departamento de Química da PUC demonstrou que elas não são fabricadas de acordo com os padrões internacionais.

Em conseqüência, seu refrigerante predileto pode conter quase 600 vezes mais  de alumínio do que se estivesse na garrafa.

E além do alumínio, foram demonstrados pelo mesmo estudo mais 12 outros metais altamente perigosos para a saúde nessas latinhas, como o manganês, que  causa o mal de Parkinson, o cádmio, que causa psicoses, o chumbo, encontrado no  organismo de muitos assassinos, e outros.

Prefira SEMPRE as garrafas, OK?

Descoberto em 1809, o alumínio é um metal muito leve
(só é mais pesado do que o magnésio)
e já foi muito caro.
Naquela época, Napoleão III, imperador  da França, pagou 150 mil libras esterlinas (mais ou menos 300 mil reais)
por um  jogo de talheres de alumínio.

Esse metal tem espantosa versatilidade, sendo utilizado em muitas ligas metálicas.

Depois do aço, é o metal mais usado no mundo, seja em panelas, embalagens aluminizadas, latas de refrigerantes e cervejas, antiácidos e desodorantes antitranspirantes, assim como vasilhames para cães e gatos comerem e beberem.

Nestes, pode causar paralisia dos membros posteriores que leva ao sacrifício  precoce dos animais. ...
    
http://morganalefay.multiply.com/journal/item/130


Alzheimer X Alumínio




Existem indícios muito fortes de que exista uma relação entre a Doença de Alzheimer e a contaminação com o metal pesado - Alumínio. Foi encontrado um índice 6 vezes maior de alumínio em cérebros de pessoas que tinham falecido com a Doença de Alzheimer, através de necropsias(exame médico-laboratorial feito em cadáveres).

A contaminação se faz através de ingestão de material alimentar e higiene pessoal ao longo de nossa vida, desde crianças. Por exemplo : os sucos servidos em caixinhas de papelão, por dentro é revestido por alumínio. Os refrigerantes e cervejas de latinha, por dentro são puro alumínio. Pasta de dente (dentifrício) o revestimento é de alumínio, nos tubos rígidos. A maioria dos restaurantes e algumas donas de casas cozinham em panelas de alumínio havendo uma terrível contaminação!Você pode fazer um teste. Passe um pano branco, limpo, dentro de uma panela de alumínio, limpa. Você vai ver que o pano sai sujo de alumínio!!!Imagine você comendo comida todos os dias sendo feita em panela de alumínio!Formas de pizza, a grande maioria é de alumínio!
Quando se corta com a faca, fica aquele risco na forma. O alumínio que saiu foi para o seu pedaço de pizza!
Os antiácidos são na sua maior parte à base de Hidróxido de Alumínio!Os anti-perspirantes (desodorantes) tem Alumínio na sua formula.
Alguns fertilizantes usados no plantio, principalmente de Batata Inglesa, a famosa batatinha frita, são à base de alumínio!
Bem, Você estaria se perguntando! Então estamos “fritos” e sem saída!NÃO! HÁ SAIDA SIM!
Podemos começar trocando as colheres de cozinhar pela de pau, ou plástico rígido! Depois, com o tempo você vai substituindo as panelas de alumínio por panelas de aço inoxidável, que são as melhores. As pastas de dente , podemos trocar pelas de tubo flexível.Os refrigerantes podemos tomar em garrafas, e também a famosa cervejinha, em vidro.Os sucos podemos adquirir os contidos em vidro.O desodorantes e anti-ácidos podemos escolher os que não tem Alumínio em suas formulas.Na hora de cortar a pizza ,corte-a com faca de madeira ou uma espátula de plástico rígido. E a batatinha! Bem, como a batatinha faz engordar, dá gazes, etc. Podemos substituí-la por outra coisa!Ou, procurarmos batata inglesa plantada organicamente, sem uso de agrotóxicos!
Bem, o importante é ficarmos alerta e evitarmos a contaminação!
Por Dr. Augusto Vinholis - Cientista Bio-Médico     

O papel tóxico do alumínio



O excesso de Alumínio no organismo, bem como os danos que isso provoca têm sido cada vez mais estudados. Alguns dos prejuízos que o alumínio provoca no organismo são:constipação intestinal, cólicas abdominais, anorexia, náuseas, fadiga, alterações do metabolismo do cálcio (raquitismo), alterações neurológicas com graves danos ao tecido cerebral. Durante a fase da infância pode causar hiperatividade e distúrbios do aprendizado. Estudos mais recentes estão relacionando o acúmulo de alumínio no organismo com o agravamento da doença de Alzheimer.



Estudo indicam que existem concentrações elevadas de alumínio nas regiões cerebrais mais afetadas pelo Alzheimer, particularmente nas regiões em que existem os emaranhados neurofibrilares (um dos sintomas histológicos da doença, já discutido em post anterior). Além da DA, o acúmulo de alumínio também está relacionado a outras neuropatias, como o Parkinson e algumas variantes da doença de Hallervorden-Spatz.
As taxas de alumínio estão elevadas nos cérebros de portadores da DA, com acúmulo sobretudo nos neurônios com degenerescência neurofibrilar. Entretanto, como já foi dito, nem sempre esse acúmulo está relacionado ao Alzheimer. Estudos feitos com injeção cerebral de sais de alumínio em animais, constatou que se provocam lesões cerebrais do tipo da degenerescência neurofibrilar, mas com filamentos simples e jamais em pares helicoidais, além de se formarem nas zonas do Sistema Nervoso Central que jamais são atingidas pela DA.
A partir dos resultados obtidos em estudos, verifica-se que o alumínio intervém em diversos processos neurofisiológicos responsáveis pela degeneração característica da DA. Apesar da polêmica existente, a evidência científica demonstra, ao longo dos últimos anos, que o alumínio se associa com o desenvolvimento do Alzheimer.
A seguir, abordaremos aspectos gerais sobre o metal alumínio, sobretudo as formas que podemos nos contaminar com esse metal:
Os perigos do alumínio
As pesquisas médicas mostram de forma cada vez mais precisa o papel do alumínio como fator que desencadeia doenças auto-imunes ou como fator que acelera a degeneração do sistema nervoso (Alzheimer).

Atualmente encontramos o alumínio

  • nos cosméticos: em pastas de dentes e desodorantes. A pele é uma via de absorção importante;
  • nos medicamentos: em antiácidos, em cerca de 25 vacinas, em certos produtos de dessensibilização (no caso de alergia);
  • nos utensílios de cozinha: panelas, frigideiras ... que passam alumínio para os alimentos cozidos. Existe também o risco de engolir alumínio ao raspar o fundo desses recipientes;
  • nas embalagens de alimentos: latas de bebidas são perigosas se o produto for ácido (suco de frutas, refrigerantes...); papel de alumínio (não devemos cozinhar peixe no forno, embrulhado nessas folhas, com suco de limão); embalagens “tetrapack” que, às vezes, contêm alumínio em contato com o líquido;
  • nos aditivos alimentares: anticoagulantes, endurecedores, fermentantes, emulsificantes, colorantes, acidulantes... alguns são solúveis e podem atravessar a parede intestinal: E 520, 521,522, 523 e 541;
  • na água potável: produtos utilizados no tratamento da água contêm alumínio e, às vezes, a água da torneira contém o metal.
A absorção excessiva de alumínio causa fibralgias (dores musculares generalizadas) e cansaço crônico. Geralmente isso aparece após os 40 anos, mas um número cada vez maior de jovens está sendo afetado. O excesso de alumínio no organismo também pode provocar: miofascite macrofágica, esclerose lateral amniotrófica, esclerose múltipla, poliartritre reumatóide, o mal de Parkinson, o mal de Alzheimer.
Informação adicional: Union Fédérale des Consommateurs, 
Caixa Postal 186, cep 40004 Mont-de-Marsan, França.

Fonte: Silence n° 304, dezembro de 2003.



BIBLIOGRAFIA:
-http://www.ncbi.nlm.nih.gov/bookshelf/br.fcgi?
http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?
F
Fonte:
http://biobioalzheimer.blogspot.com.br/2010/08/o-papel-toxico-do-aluminio.html



Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS