Pular para o conteúdo principal

SAÚDE- INFARTO NO INVERNO E VACINA PARA PNEUMONIA




Saúde - Infarto no Inverno e Vacina para pneumonia


Saúde - Infarto no  Inverno e Vacina para pneumonia

Quando cai a temperatura, aumentam as mortes causadas por infarto, principalmente se os termômetros estiverem abaixo dos 14 graus. Isso porque o frio pode elevar a pressão e romper as placas de gordura das artérias.

 Pessoas obesas que fumam ou que tenham colesterol alto devem se agasalhar bem e evitar mudanças bruscas de temperatura. Diabéticos e hipertensos correm ainda mais riscos. Luvas e gorros são importantes; consuma bebidas quentes como chá e pratique exercícios físicos como natação.
E mais: beba de 2 a 3 litros de água todos os dias.
Revista Ana Maria.


Liberação para adultos de vacina contra pneumonia amplia o combate à doença.

Além da pneumonia, outras doenças provocadas pelo pneumococo são: meningite, otite, septicemia e bacteremia (infecções bacterianas do sangue) – responsáveis por 1,6 milhão de óbitos a cada ano em todo mundo, a maioria em idosos e crianças menores de cinco anos.


A vacina pneumocócica conjugada 13-valente foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para adultos a partir de 50 anos.  A medida vai possibilitar a ampliação dos esforços de combate à pneumonia pneumocócica – e outras complicações causadas pela bactéria S. pneumonia , ou pneumococo – entre parte da população que mais se recente desse tipo de infecção.

A vacina já era indicada no Brasil para a proteção contra as doenças pneumocócicas (DPs) em lactentes e crianças de seis semanas até seis anos de idade incompletos. “A indicação também para adultos vai possibilitar o melhor enfrentamento de uma das principais causas de morte entre pessoas maiores de 70 anos”, destaca Renato Kfouri, presidente da SBIm Nacional (Sociedade Brasileira de Imunizações).
Saiba mais
A pneumonia ainda é a principal causa de mortes por doenças imunopreveníveis no mundo e acomete pessoas de todas as idades, perdendo somente para as doenças cardíacas e cerebrovasculares (1º e 2º lugares respectivamente).


Por ser conjugada, a vacina “13-valente” estimula a produção de células de memória do sistema imunológico, o que facilita a identificação de agentes infecciosos para montar a defesa dos anticorpos mais rapidamente.
Gravidade:
O pneumococo é responsável por cerca de 30% dos casos de pneumonia em todo o mundo.
 As doenças respiratórias são a 5ª causa mais importante de morte no Brasil.
A pneumonia é a 2ª doença respiratória mais comum no Brasil.
Pessoas com doenças crônicas como cardiopatia, diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma, insuficiência hepática e renal crônica, bem como alcoolismo e tabagismo são mais propensas a desenvolver doenças pneumocócicas – incluindo a pneumonia – e podem ter afetadas funções físicas e vitais, atingindo a saúde de forma significativa.

O envelhecimento é um fator de risco primário para doenças pneumocócicas devido à debilidade do sistema imunológico e, à medida que a população mundial envelhece, o número de pessoas com risco de doenças pneumocócicas também cresce.

http://www.sbim.org.br/

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …