SAIBA QUAIS AS PRINCIPAIS NOVIDADES NAS ACADEMIAS E SEUS BENEFÍCIOS PARA O CORPO

A AULA DE CIRCO É UMA DAS NOVIDADES NA COMPETITION E NA BODY TECH (Foto: Divulgação)


Nós testamos! Saiba quais são as principais novidades nas academias e seus benefícios para o corpo

Com o verão se aproximando, é hora de malhar para entrar na estação com tudo em cima, certo? Nossa equipe foi parar nas principais academias de São Paulo para testar as novas aulas, desde a sensual pole fitness até a divertida aula de circo



COMPETITION
CORRIDA E CAMINHADA

Unidade: Higienópolis – Parque da Água Branca ou Pacaembu.
Duração: 1h.
“De cara, a aula ao ar livre me chamou a atenção. Para quem está acostumada a correr só na esteira, foi uma experiência diferente - muito mais exaustiva. No asfalto, o esforço é todo seu, e os desníveis de solo exigem uma disposição extra. A preparação é feita com alongamento e aquecimento leve. Em seguida, o percurso é realizado ao lado do professor, que dá algumas dicas de postura. Uma delas foi a de que manter os braços em 90 graus e alinhados na lateral do corpo - nunca cruzados em frente ao abdome - ajuda a dar impulso. Depois, cada um no seu ritmo, corre trechos de 2km. Entre uma e outra, uma ‘pausa’ para a hidratação, séries de abdominal, flexão e exercícios em degraus. Ao todo corri 5km - o meu recorde. Confesso que quase abandonei a aula na metade, mas o grupo era tão animado, que não me deixou desistir. Está ai mais um aprendizado: para correr, uma boa companhia é imprescindível. No dia seguinte, dores nas pernas e vontade de repetir, por incrível que pareça.” (Daniela Carasco, repórter online)

PETIT VOLANT
Unidade: Oscar Freire.
Duração: 1h30.
“A expectativa de poder subir em um trapézio já na primeira aula foi o que mais me motivou. Para chegar lá, séries de alongamento, corrida, abdominal e muita flexão foram exigidas durante a preparação. O mais difícil foi conseguir realizar a postura ‘canoinha’ – perna, glúteos e abdome contraídos -, que deve ser reproduzida durante o voo para que ele aconteça de maneira leve. Os seis meses de pilates que fiz ajudaram um pouquinho. Em seguida, foi a vez de subir na plataforma. Com um cinturão de segurança, me pendurei na barra e fui projetada para a frente. A sensação é de total liberdade e descarga de adrenalina –para acabar com o estresse. Por isso, a aula é muito procurada por profissionais da saúde – psiquiatras, cirurgiões. Apesar de trabalhar bastante os braços, o abdome é a região mais exigida. A força toda é concentrada nele. Coordenação motora, postura, ritmo e medo também entram no pacote do que é trabalhado durante a aula. No dia seguinte, as dores nos membros superiores não te deixam esquecer do esforço dispensado, mas também te fazem lembrar de o quanto a arte circense é divertida – e apaixonante.” (Daniela Carasco, repórter online)

NA AULA DE PETIT VOLANT, O ALUNO TEM A EXPERIÊNCIA DE UM VOO EM UM TRAPÉZIO (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
POLE FITNESS
Unidade: Oscar Freire.
Duração: 45 min.
"Se sua intenção em uma aula de pole dance for apenas aprimorar o poder de sedução, desista já da ideia. Pole fitness é para os fortes! Durante uma aula de 45 minutos, aprendi que para executar o mais simples dos movimentos no poste é preciso sustentar todo o peso do corpo usando basicamente a força dos braços, mantendo o abdome sempre contraído. Resultado: saí da academia com a sensação de ter feito centenas de flexões e abdominais. No entanto, o pole é um jeito divertido de malhar para quem, como eu, detesta a monotonia das sessões de musculação. A promessa é a perda de 400 calorias por aula e definição de regiões importantes para fazer bonito naquela regata justinha. Estou em uma fase meio sedentária, então o dia seguinte a minha estreia no pole foi sofrido. Senti dores na coluna graças aos giros, alongamentos e outras estripulias primárias que arrisquei, seguindo as instruções cuidadosas da professora. Como o objetivo da aula é aprimorar a consciência corporal e as acrobacias para tornar os movimentos cada vez mais sensuais, a motivação para prosseguir é grande (ainda mais depois que vi meus coleguinhas de sala mais experientes arrasando no poste!) Confesso que estou tentada a adotar o pole fitness como atividade física. Já incluí até essa ideia em minha lista de promessas para 2015!" (Dolores Orosco, editora de capa e comportamento)

DETOX
Unidade: Higienópolis.
Duração: 1h30.
"Fui testar a aula Detox e só o nome já me fez tremer porque estou quase um ano afastada dos esportes e de qualquer coisa que envolva exercícios físicos. Antes de começar, vi que o professor estava realizando um aquecimento e ele me chamou para participar. Aceitei e acabei suando horrores! Em 30 minutos realizamos exercícios que trabalham o abdome e as pernas, em movimentos repetitivos para “aquecer” os músculos.  Logo depois, começamos o detox, que é um treino funcional com duração de uma hora em que trabalhamos os membros superiores e inferiores, sempre acompanhando o ritmo de uma música agitada. Fizemos também movimentos em que precisávamos encontrar o equilíbrio do corpo, como agachamentos, com uma perna só. Também utilizamos o aparelho JUMP, em que fortalecemos as pernas com movimentos rápidos e lentos. As pausas entre os exercícios são curtas para não perdermos o fio da meada. Saí da aula cansada.  Nem preciso dizer que fiquei quase três dias sentindo aquela 'ressaca' de academia, né? Isso que dá ser sedentária." (Helena Moro, estagiária online)

DOLA FEZ UMA AULA DE POLE DANCE E HELENA REGISTROU O DETOX COM UMA SELFIE (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
CIRCO
Unidade: Paulista.
Duração: 1h30.
"Entre acrobacias, tecidos, exercícios de equilíbrio e movimentos no trapézio, encarei uma sessão cheia de desafios corporais. Faço muay thai há pouco tempo e achava que seria o suficiente para ter resistência. São 15 minutos de alongamento. Depois fizemos 30 miutos de condicionamento físico, em que trabalha o abdome e as pernas, que são as partes do corpo mais exigidas durante a aula. Ficamos mais 20 minutos apresendendo exercícios no solo, como rolamento, parada de mão (bananeira), estrelas e cambalhotas com diferentes finalizações de pernas. Na próxima parte da aula, os professores se dividem em três estações: tecido, trapézio e equilíbrio. Tentei o tecido, mas não consegui subir de primeira. Apenas na quarta vez tive mais segurança corporal e equilíbrio. Em seguida, fui para o trapézio, que foi a parte mais difícil, pois é preciso pendurar o corpo usando só as mãos. "É uma questão de costume", dizia a professora. No dia seguinte, tive muita dor, principalmente nos braços que foram as partes do corpo que eu mais trabalhei durante a aula. Apesar disso, adorei a experiência. Indico a aula para quem gosta de se de aventurar, experimentar desafios - e não tem medo de altura! (Camila Salviano, produtora executiva de moda)

BODY TECH
CROSSCORE

Unidade: Eldorado.
Duração: 30 min.
"Na aula, trabalhei de maneira intercalada membros superiores e inferiores. Foram 30 minutos intensos, de exercícios localizados, sem intervalos para descanso. A principal dificuldade  foi manter o equilíbrio enquanto fazia determinado exercício apoiada nas fitas. Por trabalhar efetivamente a região do core, exige que o abdome seja mantido contraído o tempo todo. As repetições são curtas, variando bastante os exercícios e tornando a aula superdinâmica... Se você for ansiosa, sai de lá se sentindo mais leve e relaxada. Por não ter o hábito de praticar atividade física regularmente, a resistência física foi um ponto fraco, o que dificultou acompanhar o ritmo acelerado que a aula exige, me deixando com dores musculares durante uns dois dias. Mas o crosscore é dinâmico e divertido. Fiquei com vontade de voltar! (Natana Sousa, estagiária de arte)

XTEND BARRE
Unidade: Eldorado.
Duração: 1h.
"Para quem fez balé na infância e gostaria de voltar, ou sempre teve vontade de experimentar a dança, o xtend barre pode ser uma ótima opção para adultas. A modalidade, criada em Nova York pela bailarina profissional Andrea Rogers, mistura o balé clássico com o pilates, intercalando exercícios como o plié e o relevé com o rolamento para cima (deitada, você joga as pernas para o alto), por exemplo. Resolvi experimentar uma aula e logo de início vi que era puxada. Os exercícios são todos feitos em repetições, ou seja, eu não fazia um plié, mas dez seguidos (e ainda na meia ponta)! Senti a musculatura das coxas queimando. Mas o foco não é só nessa parte do corpo, também deitamos no solo para fazer abdominais, trabalhamos o bumbum na barra e fizemos exercícios de braço do balé segurando um peso em cada mão. Além de reforçar a musculatura, o xtend barre ajuda na postura, alongamento, equilíbrio, concentração e, claro, queima calorias! Apesar de já fazer academia, senti uma leve dor muscular um dia depois" (Paula Mello, repórter online)

NATANA TEVE Q MANTER O ABDOME CONTRAÍDO DURANTE A AULA E PAULA SENTIU OS MÚSCULOS QUEIMAREM NO XTEND BARRE (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
CIRCO
Unidade: Eldorado.
Duração: 1h30.
"Nos primeiros vinte minutos da aula, o professor passou uma série intensiva de aquecimento, que incluía abdominais, flexões, polichinelos e até cambalhotas. Também alongamos e depois começamos as atividades nos variados e divertidos aparelhos. Pratiquei tecido, argola e trapézio simples. Todos parecem extremamente fáceis quando olhamos, mas não é bem assim. É preciso treino e força nas pernas e abdome para conseguir realizar os exercícios. No tecido, o professor nos orientava e repetíamos  (ou não, no meu caso!) em seguida. Ele também me ajudou a subir no trapézio simples e fazer algumas “manobras”. Eu não pratico nenhum esporte atualmente, odeio academia (musculação especificamente) e a aula me fez repensar em como podemos nos exercitar nos divertindo ao mesmo tempo. Não tive muito sucesso nos aparelhos que pratiquei, me faltam força e muito treino, mas me diverti demais! O clima da aula é agradável e os professores supersolícitos! Sai de lá pensando em me matricular.  No dia seguinte, começaram as típicas dores de quem faz um exercício pela primeira vez (e após muito tempo): braços, pernas, abdome... mas não me arrependi. Com certeza, voltaria. O circo é uma maneira diferente e descontraída de você se exercitar.” (Natália Durães, designer)

NATI ADOROU PRATICAR A AULA DE CIRCO. "UMA MANEIRA DESCONTRAÍDA DE ME EXERCITAR" (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
FLOW PILATES
Unidade: Iguatemi.
Duração: 30 min.
"Esqueça a bola e outros materiais usados no pilates de solo, a estrela desta aula é o 'flow', uma plataforma baixa e com quatro rodinhas. Todos os movimentos são feitos nele e misturam pilates, ioga e dança. Para quem já praticou alguma dessas modalidades, não é difícil de acompanhar, mas isso não significa que a aula seja leve. Em 30 minutos dá para suar muito. A professora intercala exercícios que exigem força, alongamento e “soltura”, quando se revela uma pegada mais dançante e lúdica. Faço exercícios pelo menos três vezes por semana e, ainda assim, senti o corpo cansado após a prática. No dia seguinte, fiquei dolorida nos músculos que realmente gostaria de trabalhar: pernas, abdome e bumbum." (Tereza Novaes, editora online)

ACQUA TRAINING
Unidade: Eldorado.
Duração: 60 min.
"A aula é dividida em duas partes. Na primeira, você faz uma corrida aquática em uma piscina de 2 metros de profundidade, preso à parede por uma corda. O esforço varia conforme a música e alguns detalhes, como colocar as mãos para fora da água, que fazem toda a diferença. Na segunda parte, os exercícios são feitos em uma piscina mais rasa e lembram hidroginástica, mas são bem mais puxados. Halteres, esteiras e até bikes vão para dentro d’água. O resultado dessa maratona é um gasto de mais de 500 calorias e o melhor, sem impacto para articulações. Adoro água e achei o treino puxado, mas não me senti cansada nem dolorida depois de fazê-lo." (Tereza Novaes, editora online)

TEREZA TESTOU O FLOW PILATES, UMA MISTURA DE PILATES, IOGA E DANÇA; E O ACQUA TRAINANING, EM QUE FEZ UMA CORRIDA NA ÁGUA (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
SLIDING PILATES
Unidade: Iguatemi.
Duração: 1h.
"Como uma praticante do pilates 'original' há quase dez anos, senti um pouco de falta de alguém que corrigisse a minha postura o tempo todo, prestando atenção em cada centímetro do corpo, como um professor de estúdio faz. Ao mesmo tempo a aula parece ser bem eficaz: senti todo o corpo trabalhando e de forma mais aeróbica do que o pilates comum, já que os exercícios são contínuos. Graças aos movimentos feitos com a pranchinha deslizante, dai o nome da atividade, a musculatura fica acordada para se manter organizada. Outro ponto incrível que notei, também por causa da prancha, foi a fadiga nos músculos adutores, aqueles internos da coxa que as mulheres tanto sofrem para endurecer. Adorei a aula, mas na minha opinião, para fazê-la é preciso ter como base equilíbrio e força em nível médio para avançado. Do contrário, fica complicado realizar os movimentos corretamente e de forma eficaz. (Mariana Di Pilla, editora de moda)

MARI EXPERIMENTOU O SLIDING PILATES E ACHOU A MODALIDADE MAIS MOVIMENTADA QUE A CONVENCIONAL (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
BIO RITMO
SINERGY

Unidade: Itaim.
Duração: 1h.
"A onda dos treinos funcionais, que misturam exercícios de força, equilibro e aeróbicos, veio mesmo para ficar. Prova disso, é que seguem nesse verão com nova roupagem. Testei duas aulas oferecidas pela rede Bio Ritmo, a Bio Funcional e a Sinergy, ambas com 1 hora de duração. Praticamente iguais - o Sinergy em questão é um aparelho que permite até 16 pessoas fazendo exercícios diferentes ao mesmo tempo -, elas exigem fôlego de atleta. Consistem em pular de uma estação para outra, fazendo flexões, agachamentos, correndo, saltando ou se equilibrando sobre uma bola, por cerca de um minuto, ininterruptamente. Há um intervalo apenas entre o fim de uma série dos 16 exercícios e o início da próxima (antes e depois, há uma corridinha para aquecer os músculos e uma sessão de alongamento, respectivamente). Para quem já pratica alguma atividade física, o dinamismo da aula e a sensação de estar perdendo todas as calorias do fim de semana numa espécie de game show valem o esforço. A contra-indicação: alguns instrutores levam a sério a mimetização de treino militar e gritam como se estivéssemos no Exército. Se você é um ex-sedentário ou do tipo que gosta de pegar leve na academia, batendo um papinho entre um aparelho e outro, vai lembrar do recruta 02 de 'Tropa de Elite' e pedir para sair." (Amauri Arrais, editor-assistente online)

REEBOK
HARD CIRCUIT

Unidade: Cidade Jardim.
Duração: 30 minutos.
“Regra 1: não chegue atrasada. Nesta aula, tudo acontece em meia-hora e uma simples pausa de 10 segundos deixa você de fora do exercício seguinte. As sequências aeróbicas são feitas no step, no jump ou na corda e não duram mais que 3 repetições de 10. O que pega mesmo é o ritmo da aula como um todo. Quando você acha que vai dar tempo daquela batidinha relaxante na lateral da coxa, a professora já posicionou a turma na meia-bola para uma sessão de localizada em glúteos e músculos adutores. Braços são ignorados no circuito, que foca no emagrecimento. Já abdominais há muitos, e como também são feitos sem nenhuma pausa, vêm acompanhados daquela sensação de músculo queimando – aparece mais cedo ou mais tarde dependendo do seu condicionamento físico, mas aparece. Pessoalmente, consegui acompanhar todos os exercícios e fiquei ofegante - acho que praticar kung fu há oito meses ajudou. No dia seguinte, o que mais senti foi a dor na parte interna da coxa e o cansaço generalizado. Não troco o kung fu, mas adorei saber o tanto que dá para suar em apenas meia-hora de academia.” (Letícia González, editora de cultura e reportagem)

LETÍCIA FEZ MEIA HORA DE EXERCÍCIOS AERÓBICOS INTENSOS NA AULA DE HARD CIRCUIT (Foto: REDAÇÃO MARIE CLAIRE)
ESTÚDIO BETINA DANTAS
JAZZ FITNESS
Duração: 1h.
“Eu já havia escutado falar superbem do Ballet Fitness, criado por Betina Dantas. Quando surgiu a oportunidade de testar o Jazz Fitness, também desenvolvido por ela, fiquei ainda mais empolgada porque gosto de aulas agitadas. A modalidade é uma variação do balé e mescla os movimentos clássicos, como pliés e elevés, com exercícios localizados. Toda essa mistura é feita em coreografias que permeiam a aula inteira - do aquecimento ao alongamento final. Para iniciantes, como eu, a dica é prestar bem atenção às professoras porque é difícil de entrar no ritmo para seguir a sequência certinha. Para cada grupo muscular, há uma coreografia diferente. Isso sem falar na trilha sonora, cheia de hits dos anos 1980, que deixa a aula ainda mais animada. Os movimentos são intensos e você sente cada parte do seu corpo trabalhando e, para ajudar, Betina fica o tempo todo corrigindo a postura das alunas (são cerca de dez meninas por aula). Nos primeiros 15 minutos você já está suando bicas! Entre os exercícios mais poderosos (leia-se doloridos), estão o agachamento (na ponta dos pés e com os braços apoiados na barra) e a sequência de abdominais que exige músculos dos quais você nem sabia da existência! Prepare-se para sentir aquela dor gostosa de pós-treino no dia seguinte, principalmente no abdômen e nas coxas. E, mesmo assim, adorei!”. (Maria Clara Póvia, editora de beleza).


Fonte:http://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2014/10/nos-testamos-saiba-quais-sao-principais-novidades-nas-academias-e-seus-beneficios-para-o-corpo.html

A AULA DE CIRCO É UMA DAS NOVIDADES NA COMPETITION E NA BODY TECH (Foto: Divulgação)

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS