CABELOS RUIVOS : O DOSSIÊ COMPLETO

Emma Stone é naturalmente loira, mas os cabelos ruivos caíram como uma luva (Foto: Getty Images)

Cabelos ruivos: o dossiê completo


Jean Philippe, colorista do Circus Hair, dá o beabá do cabelo ruivo

05/07/2015 - 07h29 -por ANITA PORFIRIO 
Cabelos ruivos não são mais apenas resultado de determinada combinação de genes: hoje em dia, todo mundo pode entrar em um cabeleireiro e sair com os fios flamejantes. Mas, para o look ficar belo, é preciso que um profissional tome todos os cuidados no tingimento – e que a manutenção seja feita também em casa.

Jean Phillippe, colorista do badalado Circus Hair, ministra entre os dias 06 e 07.07 um curso sobre a popular coloração na plataforma on-line eduK e compartilhou com Vogue alguns dos segredos do cabelo ruivo bem cuidado. Confira:

Quem pode ter o cabelo ruivo? Pensando em tom de pele, histórico de química no cabelo, tom que ele está na hora do tingimento etc.

O ruivo é uma cor extremamente mutável e adaptável! Acredito que esse é o motivo pelo qual ele está fazendo tanto sucesso. Todo mundo pode ter um ruivo quando pensamos em tom de pele. Existe um tom de ruivo para cada tom de pele. É claro que não podemos pegar apenas aquele ruivo estereotipado, claro e extremamente laranjinha e aplicar para todas as pessoas.

Estamos muito enganados se pensamos que só quem é muito branquinha pode ser ruiva. Uma negra, por exemplo pode ficar deslumbrante com um tom mais fechado de cobre, uma morena ou uma asiática pode ficar fenomenal com um tom de marrom acobreado. Sempre dá para adaptar o tom de ruivo com o tom de pele, é só pensar no contraste e evitar um tom que deixe a pele apagada.

Com relação ao histórico químico, esse ponto de quem pode ter cabelo ruivo ja é um pouco mais delicado. Cabelos que passaram por vários procedimentos diferentes, ou que foram clareados ao extremo, podem mostrar uma forte resistência aos pigmentos ruivos, ou seja, a manutenção pode ser constante. Algumas químicas de cabelo, como os alisamentos por exemplo, são incompatíveis com a maior parte das colorações, o que limita um pouco a cartela de cores que podemos trabalhar.

Os cabelos naturais muito escuros podem ser difíceis de clarear e exigem misturas mais complexas para atingir aquele ruivo clarinho que todo mundo sonha. Enfim, todo mundo pode ter o cabelo ruivo, basta saber adaptar o tom, confiar no diagnóstico preciso do seu cabeleireiro e estar pronto para cuidar constantemente das madeixas!

Se eu chego com cabelo pintado de preto azulado, posso chegar no ruivo? Quais as etapas e precauções?

Pode sim! Claro que cada cabelo tem uma história. Eu mesmo já levei um cabelo do preto ao ruivo em apenas 1 dia, mas a cliente tinha aplicado o preto poucas vezes e o cabelo descoloriu facilmente. O grande problema não é a cor em si, mas a quantidade de vezes que foi aplicada, ou a forma de aplicação. Algumas cores apresentam sempre sobrecarga de cor e essa é a parte mais chatinha de se trabalhar.
Partindo de um preto o cabelo certamente vai ter que passar por uma limpeza de cor ou uma descoloração até atingir um laranja claro. Essa limpeza pode ser feita em apenas um dia ou ser dividida entre algumas sessões. Depende muito da saúde que o cabelo apresenta. Depois da descoloração é só corrigir o tom com o ruivo escolhido.
Como eu disse ali em cima, a saúde do cabelo é bem importante, por isso produtos de reconstrução e preenchimento de massa são indispensáveis nessa linha de manutenção e devem ser usados antes, durante e depois do processo de clareamento do ruivo!

Ruivo é tudo igual? Existe uma fórmula padrão ou a mistura é feita para cada pessoa?

O aspecto mais divertido de se trabalhar com ruivos é que cada ruivo exige uma mistura diferente. Se olharmos os meus trabalhos, por exemplo, é fácil encontrar clientes que saíram com o mesmo tom de ruivo, mas em 100% dos casos as misturas são completamente diferentes. Cada pessoa tem uma pigmentação natural única, uma espessura de fio particular e uma história só sua. Tudo isso deve ser levado em conta na hora de escolher os tons usados na mistura do ruivo. Se pegarmos uma fórmula padrão, por exemplo, 8/4 misturado com 8/3 em partes iguais com oxidante de 30 volumes e aplicarmos em 3 mulheres diferentes, teremos 3 tons de ruivo completamente distintos. Coloração capilar é sempre uma soma da cor que temos no cabelo com a cor que aplicamos, por isso cada pessoa exige uma mistura diferente de tons e uma variação de oxidante usado!

Todo mundo tem que apostar em tintas com amônia ou dá para usar tonalizante? E a descoloração? É sempre indicada?
Eu sempre prefiro fazer os ruivos com coloração, o tonalizante funciona mais para a manutenção da cor. Tonalizante não tem grande poder de clareamento dos fios, todo ruivo bem feito está numa altura de “estou mais clara”, por isso é melhor optar por coloração permanente. Felizmente hoje no mercado existem algumas colorações permanentes sem amônia, se o receio for com relação a esse componente em específico, existem opções para evita-lo.
A descoloração nem sempre é indicada, prefiro me matar e fazer um cálculo mirabolante com misturas complexas e conseguir clarear o cabelo só na coloração. Só indico descoloração quando os pigmentos existentes no cabelo são artificiais e estão tão concentrados que é impossível resolver o caso só com coloração.
Quais os fatores que mais degradam a cor? E quais fazem ela durar e brilhar?
O maior fator de desbotamento da cor é a água, sem dúvidas. Mas isso não quer dizer que devemos lavar menos o cabelo. A resposta para isso é escolher shampoo mais suaves, geralmente sem sulfato, para diminuir o desbotamento na hora de lavar os cabelos.
Os fatores ambientais, como sol, maresia, poluição e etc também desbotam a cor, por isso é importante o uso de produtos com silicones e fator de proteção solar.
Os fatores mecânicos também desbotam, as ferramentas de calor como secador, prancha e modelador de cachos se usados de forma errada podem ser extremamente prejudiciais à saúde do fio e a cor dos cabelos. É sempre importante usar ferramentas de qualidade que não sejam extremamente quentes, para não desnaturar a proteína do cabelo. O uso de protetor térmico é indispensável pois ele evita que o cabelo resseque e que a cor desbote.
A porosidade dos fios também é um fator forte de desbotamento, cabelos com alta porosidade são resistentes aos pigmentos de cor, por isso é muito importante regular sempre a porosidade com máscaras de nutrição, produtos que regulem o ph dos fios e que selem bem as cutículas para não perder a cor tão facilmente.

Quando o retoque é feito, tinge-se novamente todo o cabelo ou só a raiz?

A melhor resposta para essa pergunta é: depende! Se o cabelo apresentar um desbotamento baixo ou médio eu prefiro retocar a raiz com a coloração normal e retocar o desbotado com um tonalizante. Se o nível de desbotamento foi bem maior, prefiro reorganizar os pigmentos do comprimento e pontas com a coloração permanente, geralmente o mesmo tom escolhido para a raiz. Precisamos ser bem cuidadosos no retoque, se aplicarmos sempre coloração com amônia no cabelo todo, o cabelo fica bem ressecado com o tempo e o desbotamento acaba sendo maior, por isso no salão sempre tenho opções de coloração sem amônia e vários tons de tonalizante para fazer o retoque com mais segurança.

Atrizes que têm que estar com o cabelo sempre impecável, brilhante e sem raiz... como elas conseguem!? O cabelo é lindo e saudável daquele jeito mesmo ou tem alguma preparação especial para quando a pessoa vai ser fotografada e filmada?
É possível ter um cabelo sempre lindo, saudável e brilhante, mas isso demanda manutenção constante, fazer sempre a raiz ajuda, retocar o comprimento e pontas sempre que necessário também. Tratar o cabelo semanalmente com produtos milagrosos é a chave para o sucesso.
Mas é claro que existe toda uma preparação para uma sessão de fotos ou vídeo. Eu costumo dizer para minha clientes, não tem nada de natural numa sessão de fotos, as vezes demoramos 8 horas, 450 poses, 1 maquiador, 2 cabeleireiros, assistente de luz, 2 litros de spray de cabelo, 1 pote de pomada e muito retoque no photoshop para achar essa pose tão natural da foto. hehehe
É sempre bom encarar a realidade e aceitar a imperfeição, ela sim é mais natural!

Quais marcas de xampu, máscara e leave-in são mais indicadas paras ruivas?
Eu tenho um top 3 de marcas que comandam meu coração: Sebastian, Redken e Schwarzkopf.
Shampoos:
Bonacure Color Freeze Sulfate Free é o shampoo sem sulfato que eu mais indico para as ruivas da minha vida. A Schwarzkopf foi a empresa que mais acertou na fórmula de shampoo para cores delicadas.
Redken Color Extend Magnetics faz uma nutrição e ajuda a prevenir o desbotamento

Máscaras:
As melhores de reconstrução são as da linha Extreme da Redken e a linha Repair Recue de Bonacure da Schwarzkopf. Mas a minha favorita na hora de reconstruir um cabelo é a Penetraitt da Sebastian. Quando a máscara é para nutrir, as melhores são as da Redken, da linha AllSoft e Diamond Oil. Quando o cabelo está muito desgastado, sem vida e fraco é necessário fazer a reposição de massa e a única linha que realmente cumpre o que promete é a linha Time Restore de Bonacure/Schwarzkopf, uma das melhores máscaras que já provei na minha vida!

Leave-in:
Na hora do leave-in eu sempre prefiro produtos que são multiuso, os óleos reparadores de ponta, geralmente podem ser aplicados antes e depois de secar o cabelo, o meu top 3 é:
Óleo de argan da linha Oil Miracle Bonacure/Schwarzkopf
Oil Reflexion da Wella
Diamond Oil da Redken

Para cuidados específicos com a cor a linha color freeze de Bonacure/Schwazkopf possui os melhores nutrientes. Para leave-in de reconstrução o Sealed Ends da bonacure repara e evita pontas duplas e quebradiças, o anti-snap da redken também é bom nesse quesito.

Para os cabelos que estão fracos e perderam massa, e até para aqueles cabelos que não passaram no teste de mecha e não aguentam uma descoloração, um produto que deve ser usado intensivamente para restauração da saúde dos fios é o Satin Spray da linha Time Restore de Bonacure/Schwarzkopf. Este é meu leave-in preferido, o mais milagroso de todos.

Sei que pode parecer confuso pois são tantos produtos diferentes, mas todos eles têm um cuidado especial para equilibrar a porosidade dos fios, portanto todos eles ajudam na manutenção do ruivo. Eu sempre indico para as minhas clientes variar bastante na hora de escolher os produtos, não se prender apenas a uma marca ou uma linha. Quanto maior a variedade de marcas, maior a variedade de ativos, melhor é o cuidado com os cabelos.

Quais hábitos - como um regime de lavagem diferenciado, por exemplo - ajudam a prolongar a cor?

Acho que o hábito crucial para o prolongamento da cor é um regime intensivo de tratamento com máscaras e leave-in. Não existe muito segredo, cabelos saudáveis desbotam menos. Lavar menos o cabelo não vai evitar que eles desbotem, lavar com os devidos cuidados sim!
A manutenção da cor também deve ser feita com tonalizante, sempre que necessário. Eu geralmente indico uma numeração e uma marca específica para cada cliente. Algum tonalizante que seja fácil e seguro de aplicar em casa, para que ela não precise voltar no salão só porque o tom desbotou.

Tem que pintar a sobrancelha também? Se sim, qual a tinta que se usa?
A cor das sobrancelhas é de livre escolha. Tenho clientes que não fazem pois gostam do contraste, clientes que preferem acertar o tom da sobrancelha na maquiagem e clientes que não deixam de colorir a sobrancelha. Claro que não é indicado usar coloração capilar na sobrancelha, pois a área dos olhos é muito sensível e pode dar uma reação alérgica. Existem colorações próprias para sobrancelha, mas no final das contas, as clientes acabam usando um tom parecido com o do cabelo, as vezes até arriscam o mesmo produto.
Eu não acho necessário que a sobrancelha seja do mesmo tom do cabelo, mas se ela for muito escura é sempre bom clarear e deixar num tom mais marrom.

Em quanto tempo, mais ou menos, a pessoa vira ruiva no salão?
Essa é uma pergunta simples para uma resposta muito ampla! A duração da “saga ruiva” vai sempre depender do histórico da cliente. Se o cabelo for natural, em 2 horas ela está completamente ruiva. Se o cabelo vai precisar descolorir, o procedimento pode durar de 4 a 8 horas. Se o cabelo estiver com muita sobrecarga de cor, a limpeza pode precisar ser dividida em 2 ou 3 etapas/encontros
Dicas de maquiagem para acompanhar a nova cor dos cabelos?
A tendência hoje é o natural, então apostar no pude é uma boa pedida. Olho esfumado e boca mude sempre vai dar certo. Mas ser ruiva não quer dizer que as opções serão menores. Alguns pontos eu sempre prefiro ressaltar:
O melhor tom de blush é o pêssego, independente do tom de pele ou de cabelo, ele casa muito bem com os tons acobreados. Dá para abusar das sombras coloridas, é só cuidar pra não ficar exagerado e equilibrar na hora de fazer a boca. Nunca deixe de preencher a sobrancelha, ela não pode desaparecer do rosto. Das cores que eu mais gosto em ruivas, o dourado é a melhor delas, sempre cai bem na sombra e fica muito legal se usado como bronze ou até como iluminador. Outras cores que criam um contraste interessante são: verde, tons de roxo, tons de rosa e azul.

Para as ruivas é bom ter cautela na hora de fazer um olho preto, se for apostar num “full black all the way” é bom tomar cuidado com o contraste muito forte no olho e na cor do cabelo. Acho que o preto funciona sim, mas é melhor ir mais para o caminho do esfumado do que o preto total. (ANITA PORFIRIO)


Fonte:http://vogue.globo.com/beleza/cabelo/noticia/2015/07/cabelos-ruivos-o-dossie-completo.html

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

DIETA DETOX PARA MELHORAR MUITO PELE E CABELOS