Pular para o conteúdo principal

BACON PODE AUMENTAR EM 20% O RISCO DE CÂNCER NO INTESTINO,SEGUNDO ESTUDO

Pixabay

Bacon pode aumentar em 20% o risco de câncer no intestino, segundo estudo

Fundo Mundial para Pesquisa do Câncer alerta que apenas duas fatias do produto, por dia, já seriam suficientes para ampliar as chances de ter a doença

Nutricionista confirma o risco de se consumir o bacon, devido a elementos cancerígenos que se formam durante a feitura do produto.

Após a polêmica pesquisa divulgada recentemente pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em que os alimentos embutidos são comparados ao tabaco, como causadores de câncer, agora é a vez de outra entidade internacional alertar para o risco de se consumir o celebrado bacon.

Um estudo publicado pelo Fundo Mundial para Pesquisa do Câncer afirma que o consumo de apenas 50 gramas de bacon por dia – equivalente a duas fatias – é suficiente para aumentar em 20% o risco de se contrair câncer no intestino.
Segundo a nutricionista Milene Cristina Henriques, professora da PUC Minas, o problema dos alimentos embutidos, sobretudo o bacon, está diretamente ligado ao processo de fabricação. "Na produção desses alimentos são utilizados produtos como a nitrosamina, que já é conhecida por ser cancerígena e, no caso do bacon, há, ainda, a fumaça da defumação e o alto nível de gorduras saturadas, que também são prejudiciais ao organismo", explica a especialista.

O alerta feito pelo Fundo Mundial para Pesquisa do Câncer é reforçado pela nutricionista, que diz não existirem níveis seguros para a ingestão de bacon e outros produtos embutidos. "O ideal é não consumir esses produtos, porque o risco de câncer pode ser bem maior em pessoas que tenham uma predisposição genética para desenvolver a doença", esclarece Milene Cristina Henriques.

Fonte:http://www.revistaencontro.com.br/app/noticia/gastro/2015/10/28/noticia_gastro,155599/bacon-pode-aumentar-em-20-o-risco-de-cancer-no-intestino-segundo-estudo.shtml

Pixabay

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …