Pular para o conteúdo principal

PESQUISA DE HARVARD REVELA EM QUE FASE DA VIDA O ENVELHECIMENTO DA PELE SE TORNA VISÍVEL

Harvard (Foto: Mario Testino, Condé Nast Digital Archive, Divulgação e Reprodução Instagram)

Pesquisa de Harvard revela em qual fase da vida o envelhecimento da pele se torna visível

A dermatologista Dra Claudia Marçal, da Harvard Medical School, comenta pesquisa feita em terras americanas e sugere que 80% do envelhecimento é relacionado ao estilo de vida


18/08/2016 - 07h53 - Atualizado 07h53 por CAMILA PADILHA 

Que a cada minuto envelhecemos mais, disso sabemos. Mas a partir de qual idade o espelho realmente mostra o processo de amadurecimento da pele? Rugas aparentes, linhas de expressão, cabelos mais fracos... Em uma pesquisa recente realizada em solo americano pela professora de dermatologia Dr. Alexa Kimball, em parceria com a marca Olay e a empresa de genética pessoal 23andMe, estudou (e desvendou!) o que se passa nas camadas debaixo da superfície da pele na idade em que os primeiros sinais (não visuais) começam a brotar. Ah, isso é aos 20 anos de idade.

Segundo a Dra. Claudia Marçal, membra da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy of Dermatology (AAD) e CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School, “muitos acreditavam que até os 35 anos estávamos fisiologicamente ótimos e a pesquisa demonstra que a cada época, devido à poluição, ao aumento do nível da radiação solar e outros efeitos, os processos celulares mudam e os efeitos cumulativos do envelhecimento aparecem mais precocemente e todos juntos, principalmente naquelas pessoas que não têm um cuidado preventivo adequado”, conta Dra. “Então a pesquisa apontou essa deficiência em produzir antiglicantes, antioxidantes, a dificuldade de produzir energia mitocondrial que seja utilizada pelas células de todo o corpo para replicação, regeneração e auto reparo, e também a perda imunológica e de defesa, assim como a capacidade de fazer barreira cutânea íntegra, defendendo a pele das hiperreatividades, alergias, eczemas e envelhecimento pelos agressores ambientais”, finaliza.
As principais idades do processo de envelhecimento
Cláudia Marçal explica que o estudo identificou cinco processos diferentes de células que entram em declínio em cinco diferentes idades. Entenda:
20 anos - “É nessa idade que, fisiologicamente, temos o primeiro processo de envelhecimento, com o declínio da produção natural de antioxidantes. Um achado muito importante da pesquisa nesse sentido foi justamente no campo dermatológico na orientação do uso de produtos com Vitamina C estabilizada, Vitamina E, extrato de chá verde, além da hidratação e proteção solar, que eram as recomendações padrão para essa idade.”
30 anos - “O metabolismo do corpo começa a abrandar e isso afeta a bioenergia das células da pele, que alimenta a criação de colágeno e ativa processos de reparação. Com a bioenergia em queda, temos uma pele mais cansada. Nesse ponto, é necessário acelerar o metabolismo da célula de forma tópica, com uso principalmente da Niacinamida, ou Vitamina B3, e ingestão de nutracêuticos reparadores e de sustentação do colágeno, no caso do silício orgânico Exsynutriment e biomassa Bio-Arct, que é um bioenergizante mitocondrial, que estimula a síntese de ATP na mitocôndria, protege a pele durante condições extremas, estimula as defesas naturais da pele, e protege o DNA pela ação da taurina”,
40 anos - "A senescência celular entra em ação em um processo em que o ciclo de vida natural das células da pele é menor, e isso pode afetar sua aparência de muitas maneiras" destaca a dermatologista. Ingredientes recomendados: retinol, ácido glicólico, ácido hialurônico, Fatores de Crescimento e peptídeos se tornam importantes, porque eles ajudar a impulsionar os processos celulares de forma a frear os sinais de envelhecimento que estão começando a ficar muito mais evidentes.
50 anos para cima - "A função de barreira da pele enfraquece, o que torna a pele seca e incapaz de reter a hidratação suficiente por si só. Vitamina D, nanoconjugados de silício orgânico e tetrapeptídeos que melhorem o apoio estrutural da pele são recomendáveis, assim como ingredientes provenientes da semente do linho como Sculptessence, sempre em veículos como elixires e séruns, manipulados ou industrializados, mas com alta concentração de ativos”.

Fonte:http://vogue.globo.com/beleza/pele/noticia/2016/08/pesquisa-de-harvard-revela-em-qual-fase-da-vida-o-envelhecimento-da-pele-se-torna-visivel.html

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …