Pular para o conteúdo principal

DIETA : ATIVE O GENE DO EMAGRECIMENTO PARA EMAGRECER

Gene do emagrecimento (Foto: Renam Christofoletti/Arquivo Vogue)

Dieta: ative o gene do emagrecimento para emagrecer

Acredite, todo mundo o tem no DNA, mesmo que ele não esteja tão ativo assim. Mas eles podem ser "acordados" e a gente conta como


24/10/2016 - 06h00 por CAMILA CÂMARA

Cor de pele, cabelo, altura... Nossas características físicas são definidas por genes que compõem o DNA – isso você já está careca de saber. O que ninguém deve ter te contado é que há um grupo de genes que determina a relação do corpo com o alimento, conhecidos como “genes do emagrecimento”. O hype começou na Inglaterra, com o recente best-seller "The Sirtfood Diet". Pronto, os tais genes entraram na mira de nutricionistas do mundo todo, sempre em busca de novas maneiras de otimizar o metabolismo


Sim, é isso que os genes do emagrecimento fazem na prática, além de promover outros benefícios, como a desinflamação celular, a redução do risco de diabetes e a melhora da função cognitiva. O mais famoso gene do emagrecimento é o SIRT, que fabrica uma enzima associada à aceleração do metabolismo, a sirtuína. "A produção dessa enzima é ativada quando praticamos atividade física, ficamos em jejum ou comemos alimentos de um determinado grupo, do qual fazem parte o vinho tinto e o morango”, explica Daniela Cyrulin, nutri que aposta na ativação da sirtuína como “a” tendência nutricional deste ano.

Entenda melhor a sirtuína 

Quando ativada, essa enzima basicamente acelera as vias metabólicas. "A sirtuína ainda mobiliza a gordura branca do corpo, conhecida como ‘gordura ruim’, e inibe a perda de massa muscular", enumera a geneticista Lia Kubelka.
Sua produção varia de pessoa pra pessoa, e não há muito o que fazer com isso além de enriquecer a alimentação com as chamadas sirtfoods [veja a lista completa abaixo], que repõem “artificialmente” a quantidade de sirtuína que o corpo não fabricou.


As sirtfoods como dieta

Ativar as enzimas emagrecedoras faz bem pra todo mundo, mas é uma bênção na dieta. Para otimizar o metabolismo ao máximo, criamos uma dieta só com esse grupo de alimentos”, conta Aidan Goggins, nutrólogo e um dos autores de "The Sirtfood Diet". “Dividimos o plano alimentar em três etapas, que permitem eliminar até 7 kg em 21 dias”, garante. Mas, olha, o início da dieta é restritivo, já que combina os benefícios das sirtfoods com períodos de jejum pra ativar o tal gene do emagrecimento. Assim: Primeiros 3 dias (1.000 cal/dia): 3 sucos verdes (ao longo do dia, 1h antes ou 2h após a refeição) + 1 refeição rica em sirtfoods [exemplos abaixo] + 20 g de chocolate amargo. Dias 4 a 7 (1.500 cal/dia): 2 sucos verdes + 2 refeições sirt. Duas semanas seguintes: 1 suco verde + 3 refeições + 1 ou 2 snacks com sirtfoods, se sentir fome.

Os alimentos ativa-metabolismo  (Foto:  ILUSTRAÇões: camila gray)
As (sirt) refeições (Foto: Ilustrações: Camila Gray)
As (sirt) refeições (Foto: Ilustrações: Camila Gray)

http://revistaglamour.globo.com/Beleza/Fitness-e-dieta/noticia/2016/10/dieta-ative-o-gene-do-emagrecimento-para-emagrecer.html

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …