Pular para o conteúdo principal

AS 10 REGRAS PARA SER FELIZ ATÉ OS 100 ANOS,SEGUNDO OS JAPONESES

As dez regras para ser feliz até aos 100 anos, segundo os japoneses
Por
 -
 outubro 5, 2016


O que dá sentido à vida? Dois espanhóis foram à aldeia japonesa que lidera o índice de longevidade do mundo e encontraram 10 regras para a felicidade. Escreveram “Ikigai – Viva Bem Até aos Cem”.
Os espanhóis Héctor García e Francesc Miralles foram até à aldeia com maior índice de longevidade do mundo, Ogimi, no arquipélogo de Okinawa, no Japão. Da viagem e da investigação nasceu um livro, “Ikigai – Viva Bem Até aos Cem”, editado em Portugal pela Albatroz.
Ao conviverem com as pessoas mais velhas do planeta, conheceram os segredos mais bem guardados para se ter uma vida longa, saudável e feliz, que se podem resumir num conceito: o ikigai. O quê? É um conceito japonês que poderia traduzir-se por “a felicidade de estar sempre ocupado”.
As dez leis extraídas da sabedoria dos anciãos de Ogimi:

1. Mantenha-se sempre activo, nunca se reforme

“Quem abandona as coisas que ama e sabe fazer perde o sentido da vida”, escrevem os autores. O fim da vida laboral “oficial” não deve travar-nos de “fazer coisas que tenham valor”, “dando forma ao nosso pequeno mundo”.

2. Faça-o com calma

A pressa é “inversamente proporcional à qualidade de vida”. “Quando deixamos para trás as urgências, o tempo e a vida ganham um novo significado”, escrevem García e Miralles.

3. Não coma até ficar cheio

Todos o dizemos, quantos cumprimos? “Para preservarmos a nossa saúde por mais tempo devemos comer um pouco menos do que a fome que temos, em vez de nos empanturrarmos.”

4. Rodeie-se de bons amigos

São o “melhor remédio para esquecermos as preocupações”, para “contar e ouvir histórias que nos façam sorrir, para pedir conselhos, para nos divertirmos, para compartilhar e sonhar… Em suma, para viver”.

5. Fique em forma para o seu próximo aniversário

O exercício “segrega as hormonas da felicidade” e o corpo precisa de “manutenção diária” para que dure muitos anos. García e Miralles recorrem a uma imagem: “A água move-se, flui fresca e não pára de correr.”

6. Sorria

“É bom aperceber-se das coisas que estão mal, mas não se esqueça do privilégio que é estar aqui e agora.” Afinal, argumentam, o mundo está “cheio de possibilidades”.

7. Contacte com a natureza

“Fomos feitos para nos fundirmos com a natureza”, garantem os dois autores. Mesmo o mais empedernido dos citadinos, precisa de “voltar a ela regularmente” para recarregar as “baterias da alma”.

8. Agradeça

“Dedique um momento do dia para agradecer e a sua felicidade aumentará”. A quem? Aos antepassados, à natureza, aos companheiros, “a tudo o que ilumina o seu dia e fá-lo sentir-se feliz por estar vivo”.

9. Viva o momento

“Tudo o que tem é o dia de hoje”, lembram García e Miralles. Por isso, “pare de se lamentar pelo passado e de temer o futuro”.

10. Siga o seu ikigai

“Dentro de si há uma paixão, um talento único que dá sentido aos seus dias e incentiva-o a dar o melhor de si mesmo até ao fim”. Se ainda não o encontrou, “a sua próxima missão será encontrá-lo”.
Fonte:http://www.revistapazes.com/5727-2/

Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …