Pular para o conteúdo principal

COMO CONTINUAR JOVEM...

 Resultado de imagem para DIETA MEDITERRÂNEA DA SARDENHA : 10 ALIMENTOS QUE PODEM PROLONGAR SUA VIDA

Dançarina aos 80



Comercial de TV

      O comercial de Natal de uma de rede de supermercados da Alemanha emocionou o público e viralizou na internet. Publicado na semana passada, o vídeo já tem mais de 5 milhões de visualizações. A peça conta a história de um idoso que chega em casa após as compras no supermercado e ouve os recados dos filhos, na secretária eletrônica, dizendo que, naquele ano, não poderiam passar a data festiva com o pai. No recado, os filhos prometem estar presentes no próximo ano, mas três anos se passam e ele continua sozinho no Natal.

      No ano seguinte, os filhos recebem uma correspondência avisando que o pai havia falecido e, só então, eles voltam para casa. No entanto, quando chegam à casa do pai, encontram a mesa organizada e uma ceia posta para todos. No momento, o pai sai pela porta da cozinha e pergunta: "De que outra forma eu conseguiria que estivéssemos todos juntos?" Então, todos começam a sorrir e se abraçar e, logo depois, a família aparece reunida na mesa de Natal.




Minha velha mãe


 
O TEMPO DOS MAIS VIVIDOS


    Poupe um pouco, para sempre ser independente financeiramente.  Não precisa ser muito, não comprometa o prazer que o dinheiro pode lhe dar em razão de um tempo maior de velhice, que pode até não acontecer, se você morrer breve.  Além disso, um idoso não consome muito além do plano de saúde e dos remédios.

    Provavelmente você já tem tudo, e mais coisas só lhe darão trabalho.  Pare também de se preocupar com a situação financeira de filhos e netos, não se sinta culpado em gastar consigo mesmo o que é seu de direito.  Provavelmente você já lhes ofereceu o que foi possível na infância e na juventude, assim como uma boa educação.  Portanto, a responsabilidade agora é deles.

    Não seja arrimo de família, seja um pouco egoísta, mas não usurário.  Tenha uma vida saudável, sem grandes esforços físicos.  Faça ginástica moderadamente, alimente-se bem, mas sem exagero.  Tenha a sua própria condução, até quando não houver perigo.  Não se estresse por pouca coisa.

     Na vida tudo passa, sejam os bons momentos que devem ser curtidos, sejam os ruins, que devem ser rapidamente esquecidos.  Namore sempre, independente da idade, com sua "velha" companheira de caminhada. O amor verdadeiro rejuvenesce.  Esteja sempre limpo, um banho diário pelo menos.  Seja vaidoso, frequente barbeiro, pedicure, manicure, dermatologista, dentista, use perfumes e cremes com moderação, e por que não uma plástica?  Já que você não é mais bonito, seja pelo menos bem cuidado.

    Nada de ser muito moderno, tente ser eterno.  Leia livros e jornais, ouça rádio, veja bons programas na TV, acesse a internet, mande e responda e-mails, ligue para os amigos.  Mantenha-se sempre atualizado sobre tudo.  Respeite a opinião dos jovens, eles podem até estar errados, mas devem ser respeitados.  Não use jamais a expressão "no meu tempo", pois o seu tempo é hoje.  Seja o dono de sua casa por mais simples que ela possa ser, pelo menos lá você é quem manda.

   Não caia na besteira de morar com filhos, netos, seja lá o que for.  Não seja hóspede,  só tome essa decisão quando não der mais e o fim estiver bem próximo.  Você está no período do ronco e da flatulência. 

   Um bom asilo também não deve ser descartado e pode até ser bem divertido, e você irá conviver com uma turma da sua geração e não dará trabalho a ninguém.  Cultive um "hobby", seja caminhar, cozinhar, pescar, dançar, criar cachorro, cuidar de plantas, jogar baralho, golfe, velejar ou colecionar algo.  Faça o que gosta e os seus recursos permitam.  Viaje sempre que possível, de preferência, vá de excursão, pois além de ser mais acessível, pode ser financiada e é uma ótima oportunidade para se conhecer novas pessoas.  Aceite todos os convites de  batizado, formatura, casamento, missa de sétimo dia, o importante é sair de casa.

   Fale pouco e ouça mais, a sua vida e o seu passado só interessam a você mesmo.  Se alguém lhe perguntar sobre esses assuntos, seja sucinto e procure falar coisas boas e engraçadas.  Jamais se lamente de algo.  Fale baixo, seja gentil e educado, não critique nada, aceite a situação como ela é.  As dores e as doenças estarão sempre presentes;  não as torne mais problemáticas do que são falando sobre elas.  Tente sublimá-las, afinal, elas afetam somente a você e são problemas seus e dos seus médicos.  Não fique se apegando em religião, depois de velho, rezando e implorando o tempo todo como um fanático.  O bom é que, em breve, seus pedidos poderão ser feitos pessoalmente a Ele.

   Ria, ria muito, ria de tudo, você é um felizardo, você teve uma vida, uma vida longa, e a morte será somente uma nova etapa incerta, assim como foi incerta toda a sua vida.  Se alguém disser que você nunca fez nada de importante, não ligue.  O mais importante já foi feito: Você.  E não esqueça:  A vida é um presente.



AME-SE


Caminhe de 10 a 30 minutos todos os dias e sorria enquanto caminha.
Sorria mais vezes do que o ano passado.



Ore na intimidade com Deus pelo menos 10 minutos por dia, em segredo, se for necessário.
Ao se levantar de manhã, fale "Deus, meu Pai, Te agradeço por este novo dia".
Cada noite, antes de deitar, agradeça a Deus por mais um dia vivido.
Lembre que você está muito abençoado para estar estressado.



Escute boa música todos os dias.
A música é um autêntico alimento para o espírito.



Viva com os 3 "E": Energia, Entusiasmo e Empatia.
Faça rir pelo menos 3 pessoas por dia.



Participe de mais brincadeiras do que no ano passado.



Olhe para o céu pelo menos uma vez por dia e
sinta a majestade do mundo que rodeia você.


Sonhe mais, estando acordado.



Coma mais alimentos que crescem nas árvores e nas plantas,
e menos alimentos industrializados.
Coma nozes e frutas silvestres.
Tome chá verde, muita água e um cálice de vinho ao dia.


Tome o café da manhã como um rei, almoce como
 um príncipe e jante como um mendigo.


Elimine a desordem de sua casa, seu carro e seu escritório.
Descarte qualquer coisa que não for útil, bonita ou divertida.
Deixe que uma nova energia flua em sua vida.



Não gaste seu precioso tempo em fofocas, coisas do passado,
pensamentos negativos ou coisas fora de seu controle.
Melhor investir sua energia no positivo do presente.
A inveja é uma perda de tempo.
Você já tem o que precisa.



A vida é uma escola e você está aqui para aprender.
Os problemas são lições passageiras,
o que você aprende com eles é o que fica.



Cuide de brindar sempre por alguma das muitas
coisas belas que existem em sua vida e,
 se possível, faça em companhia de quem você ama.
Ame sempre com todo o seu ser.


Não se leve tão a sério. Ninguém faz isto.
Não precisa ganhar cada discussão.
Aceite a perda e aprenda com o outro.
A vida é muito curta para você desperdiçar o tempo odiando alguém.
Desfrute da viagem da vida.
Você só tem uma oportunidade, tire dela o maior proveito.


Fique em paz com o seu passado para não estragar o seu presente.
Não importa se a situação é boa ou ruim, ela mudará.
Ninguém está tomando conta da sua felicidade a não ser você mesmo.
O melhor está ainda por vir.


Não compare sua vida com a dos outros.
Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.
O que os outros pensam de você não é de sua conta.
Ajude sempre as pessoas. O que você semeia hoje, colherá amanhã.


Aprenda algo novo cada dia.



Telefone para seus parentes freqüentemente e
mande emails dizendo: Oi, estou com saudades de vocês!


O seu trabalho não cuidará de você quando você estiver doente.
Seus amigos sim. Mantenha contato com seus amigos.


Lembre que você não tem o controle dos acontecimentos,
 mas sim do que você faz deles.



Não importa como você se sente:
Levante, vista e participe.





“A vida é a arte de educar as emoções”
(José Carlos Elcias)



SAÚDE
- Beba muita água, menos açúcar e menos sal
- Durma 8 horas por dia;
- Leia mais livros do que leu no ano passado;
- Ande de bicicleta;
- Brinque com seus irmãos, filhos e netos;
- Sente-se em silêncio pelo menos 10 minutos por dia;
PERSONALIDADE
- Não se exceda. Mantenha-se nos seus limites;
- Não se torne demasiadamente sério;
- Esqueça questões do passado. Não lembre seu parceiro dos seus erros do passado. Isso destruirá a sua felicidade presente;
- A vida é curta demais para odiar alguém. Não odeie. Ame;
- Sorria e gargalhe mais;

SOCIEDADE
- Entre mais em contato com a sua família;
- Dê algo de bom aos outros diariamente;
- Perdoe a todos por tudo;
- Passe mais tempo com pessoas acima de 70 anos e abaixo de 6;


A VIDA:
- Faça o que é correto;
- Agradeça sempre;
-
 DEUS cura tudo;
- Por muito boa ou má que a situação seja.... Ela mudará...
- Assim que acordar espreguice, estique o corpo e tenha um pensamento positivo;
-
 Mantenha o seu coração sempre feliz.
- Olhe-se nos espelho e diga: - Eu posso !!!! 



1. Deixe fora os números que não são essenciais. 
Isto inclui a idade, o peso e a altura. 
Deixe que os médicos se preocupem com isso.  




2. Mantenha só os 
amigos divertidos.
Os depressivos puxam para baixo. 

(Lembre-se disto se for um desses depressivos!) 







3. Aprenda 
sempre: Aprenda mais sobre computadores, artes,
jardinagem, o que quer que seja.
Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso.
'Uma mente preguiçosa é oficina do Alemão.'
E o nome do Alemão é Alzheimer! 




4. Aprecie 
mais as pequenas coisas 



5. Ria 
muitas vezes, durante muito tempo e alto.
 Ria até lhe faltar o ar. 
E se tiver um amigo que o faça rir,
passe muito e muito tempo com ele / ela!





6. Quando 
as lágrimas aparecerem 
Aguente, sofra e ultrapasse.
A única pessoa que fica conosco toda a
 nossa vida somos nós próprios. VIVA enquanto estiver vivo. 




7. Rodeie-se 
das coisas que ama: 
Quer seja a família, animais, plantas,
hobbies, o que quer que seja.
O seu lar é o seu refugio.
 





8. Tome 
cuidado com a sua saúde: 
Se é boa, mantenha-a. 
Se é instável, melhore-a. 
Se não consegue melhora-la , procure ajuda. 






9. Não faça viagens de culpa.
Faça uma viagem ao centro comercial,
 até a um país diferente, 
    mas NÃO para onde  haja culpa



10. Diga 
às pessoas que ama que
 as ama a cada oportunidade. 




ENTREVISTA DA VEJA COM CIRURGIÃO CARDÍACO TURCO
e CIDADÃO AMERICANO DR. MEHMET OZ - São Paulo (2012)

A especialidade do cirurgião cardíaco turco e cidadão americano Mehmet Oz, de 47 anos, é retardar ao máximo os efeitos da idade em seus pacientes. Diretor do Programa de Medicina Integrada da Universidade Columbia, em Nova York , ele é consultor da famosa clínica antienvelhecimento do médico Michael Roizen, criador do conceito de que é possível manter o organismo mais jovem do que aponta a idade cronológica. Oz e Roizen também assinam a quatro mãos uma série de livros de sucesso que ensinam como manter um estilo de vida que adia a velhice. O mais recente deles, "You Staying Young" (Você Sempre Jovem), lançado há um mês nos Estados Unidos, já vendeu meio milhão de exemplares. Nos últimos quatro anos, Oz se tornou uma celebridade ao participar de um quadro fixo no programa de TV da apresentadora Oprah Winfrey. Ele também apresenta documentários no Discovery Channel. Nos dois casos, dá dicas aos telespectadores sobre como viver mais com boa saúde. Esse é justamente o tema da entrevista que ele deu à VEJA.

BREVE BIOGRAFIA DO DR.OZ
Dr.Mehmet Oz nasceu em Cleveland , Ohio (EUA), de pais turcos. Ele é casado e pai de quatro filhos. Ele se formou na Harvard Univesity em 1982, depois fez mestrado e MBA na Universidade de Pennsylvania.

Ele é autor de mais de 350 publicações e vários livros. Em maio de 2005 estava na lista do New York Times Bestseller.


ENTREVISTA DA VEJA

01 Veja - Existe uma fórmula para se manter jovem por mais tempo?
Oz - Sim. Há quatorze agentes principais envolvidos no envelhecimento. Sete retardam o processo, como os antioxidantes, e sete nos enfraquecem, como a atrofia muscular. É preciso manter esses agentes sob controle. O primeiro passo para alcançar esse objetivo é pensar não na possibilidade de ficar doente, mas na necessidade de manter o organismo saudável. Deve-se tirar o foco da prevenção dos males e direcioná-lo para a preservação da saúde. Se ninguém mais morresse de câncer e de doenças cardiovasculares, a expectativa de vida média do ser humano subiria apenas nove anos. Isso mostra que, para aumentar consideravelmente a expectativa de vida, não basta evitar doenças. É preciso cuidar do corpo para que ele não enfraqueça. Quando uma pessoa envelhece, doenças potencialmente fatais, como o câncer e o infarto, não aparecem de imediato. Antes que elas se instalem, o corpo torna-se mais frágil e vulnerável.



02 Veja - O que fazer para evitar que o corpo se torne frágil e vulnerável?
Oz - Meu novo livro, "You Staying Young" (Você Sempre Jovem), ainda sem previsão de lançamento no Brasil, trata exatamente desse tema. Os exercícios físicos são uma ferramenta essencial. Eles combatem o primeiro sinal do envelhecimento, que é a perda de força muscular. Outros recursos importantes são alimentar-se bem e meditar. Uma boa recomendação é a prática do tai chi chuan, exercício oriental que combina equilíbrio, coordenação motora e também meditação. Se todos adotassem essas medidas, a vida média da população poderia subir para 110 anos. Quanto à alimentação, não podem faltar nutrientes como o resveratrol da uva e o licopeno do tomate, que são poderosos antioxidantes. O principal, mas também o mais difícil, é controlar a quantidade dos alimentos. De qualquer forma, todo mundo deve comer um pouco menos do que tem vontade.



03 Veja - Fazer várias pequenas refeições por dia, como recomendam alguns médicos, faz bem para a saúde?
Oz - Deve-se comer de três em três horas. Se o intervalo é maior, a taxa de hormônio grelina, que estimula a fome, começa a subir. O problema é que, após uma refeição, ainda demora trinta minutos para que a taxa desse hormônio volte a baixar. Em conseqüência disso, acaba-se comendo mais do que se deveria. O mais importante, além de comer alguma coisa a cada três horas, é trocar as refeições grandes por pequenas, intercaladas por lanchinhos. Esse conceito não foi criado por mim. É o que mostram as pesquisas científicas.



04 Veja - O que o senhor considera refeições grandes e pequenas?
Oz - Uma refeição grande ultrapassa 1.000 calorias. Uma pequena tem, no máximo, 500. Quem consome por volta de 2 000 calorias diárias pode fazer duas refeições de 300 calorias cada uma e outra maior, de até 800. Os lanchinhos podem ter até 250 calorias.



05 Veja - O que deve ficar de fora do cardápio?
Oz - Existe uma regrinha fácil de ser usada, a regra dos cinco. Para isso, é preciso examinar o rótulo dos alimentos. Cinco ingredientes não podem estar entre os primeiros listados no rótulo. São eles: gorduras saturadas, gorduras trans, açúcar simples, açúcar invertido e farinha de trigo enriquecida. Dois desses nutrientes são gorduras, dois são açúcares. Os dois tipos de gordura podem estimular processos inflamatórios no fígado que forçam a produção de substâncias deletérias, como o colesterol. Também fazem com que o fígado fique menos sensível à insulina, aumentando o risco de diabetes. Os açúcares listados fazem mal por estimular a produção de insulina, o que aumenta o depósito de gordura corporal. O pior é que esses cinco itens são os mais comuns nas dietas atuais.



06 Veja - O cardápio básico do brasileiro, composto de arroz, feijão, carne e salada, é saudável?
Oz - A princípio, sim. Esse cardápio contém exatamente os nutrientes para os quais a digestão humana está preparada. Mas os brasileiros comem carnes muito gordas, o que é errado. Antigamente, no mundo inteiro, quando os métodos de criação do gado eram mais simples, a porcentagem de gordura dos melhores cortes da carne bovina era, em média, de 4%. Hoje é de 30%. Outro problema dos hábitos alimentares do brasileiro é que ele come arroz em excesso, o que não traz nenhum benefício. Melhor seria adotar o arroz integral. Os alimentos integrais têm mais fibras, o que os mantém mais tempo no intestino e diminui a absorção de açúcar pelo organismo. Uma vantagem dos brasileiros é ter à disposição enorme variedade de frutas e vegetais maravilhosos, por preço razoável.




07 Veja - Os hábitos que o senhor propõe para prolongar a vida são relativamente simples, mas exigem controle estrito sobre as atividades do dia-a-dia. Como exercer esse controle?
Oz - A palavra-chave é automatizar, ou seja, fazer desses hábitos uma rotina, sem precisar pensar muito neles. Acordar, escovar os dentes e passar o fio dental, para reduzir a quantidade de bactérias prejudiciais à saúde. Beber muito líquido ao longo do dia, principalmente água e chá verde. Dormir ao menos sete horas por noite. Durante o sono se produz o hormônio do crescimento, essencial mesmo para quem já é adulto, pois prolonga a juventude. Caminhar meia hora por dia e praticar exercícios que façam suar três vezes por semana. Meditarcinco minutos diariamente, o que pode estar embutido na prática de ioga ou tai chi chuan. Evitar alimentos que estejam na regra dos cinco, que mencionei anteriormente. Uma última coisa: estreitar o relacionamento com as pessoas próximas e abster-se de julgá-las. Em vez de julgar os outros, é melhor tomar conta de si próprio.



08 Veja - Abster-se de julgar os outros ajuda a manter a juventude?
Oz - Sim, da mesma forma que resolver situações de conflito. O conflito não traz nada de positivo. É apenas desgastante. Costumo recomendar a meus pacientes que procurem as pessoas com quem mantêm uma relação de animosidade e tentem resolver o impasse. Essa é uma atitude para o bem-estar próprio. Não há nada de altruísta nela. É uma atitude egoísta.



09 Veja - O que o senhor acha das dietas para emagrecer que surgem e viram moda a cada seis meses?
Oz - Essas dietas fazem sucesso, mas são péssimas para a saúde. A alimentação não deve ser encarada como uma maratona para a perda de peso. Uma dieta que tenha como chamariz o emagrecimento rápido não é confiável. Comer menos do que o corpo necessita é uma agressão à fisiologia. Ou seja, aos processos químicos que fazem o organismo funcionar. Quando a fisiologia é desprezada, os resultados das dietas são transitórios.



10 Veja - Por que o senhor recomenda cuidados com o jantar?
Oz - Na verdade, há uma única regra a observar: deve-se jantar pelo menos três horas antes de dormir. Deitar logo após a refeição facilita o acúmulo de gordura, principalmente na cintura. Além disso, comer muito tarde prejudica o sono.



11 Veja - O senhor recomenda beber muita água durante o dia. Quanto se deve beber exatamente?
Oz - Deve-se beber uma quantidade suficiente para que a urina esteja sempre clara. Isso varia de um dia para o outro. Em dias quentes, sua-se muito e, por isso, é preciso beber mais água. Para quem não abre mão da cafeína, sugiro chá verde. Em lugar de quatro cafezinhos por dia, beba quatro copos de chá verde. Essa bebida concentra muitos antioxidantes e nutrientes bons para a saúde.



12 Veja - Muitos ambientalistas condenam o consumo de água engarrafada. Do ponto de vista da saúde, ela é melhor que a água da torneira?
Oz - Eu acho um erro beber água engarrafada. Há dois problemas principais com ela. O primeiro é que, se a garrafa plástica não for reciclada, pode contaminar os mares e os rios. Isso prejudica o meio ambiente e, indiretamente, a saúde. O plástico das embalagens vai parar nos peixes que comemos. O resultado é que 97% das pessoas apresentam resíduos de plástico no organismo, o que interfere no sistema hormonal. Esses resíduos estimulam os receptores de estrogênio, o hormônio feminino. Em excesso, o estrogênio pode causar câncer e outros problemas. As toxinas contidas no plástico também aceleram o envelhecimento. O segundo problema é que, como a água engarrafada não apresenta vantagens com relação à água da torneira, trata-se de um desperdício de dinheiro.



13 Veja - O senhor recomenda exercícios físicos que provoquem suor. Exercícios leves são inúteis?
Oz - Essas recomendações visam à saúde cardiovascular. Para essa finalidade, apenas os exercícios moderados ou intensos, que fazem suar, apresentam benefícios. Mas os exercícios suaves e de baixo impacto têm valor. Mesmo a caminhada movimenta grandes músculos, como os das coxas e dos quadris, que consomem muita energia. Como o gasto calórico muscular é maior durante o exercício, a queima de calorias aumenta.



14 Veja - Os suplementos vitamínicos são criticados em muitos estudos científicos. O que o senhor acha deles?
Oz - Eles são eficazes, mas prometem mais do que cumprem. Na verdade, os médicos saem da faculdade sem conhecimentos suficientes sobre os suplementos e são forçados a tirar suas próprias conclusões. De modo geral, uma suplementação só é necessária quando as vitaminas não são obtidas naturalmente com a alimentação. Por outro lado, acredito que determinadas vitaminas podem melhorar a qualidade de vida e a longevidade. Entre elas estão as vitaminas A, B, C, D e E, além de cálcio, magnésio, selênio e zinco. A vitamina D é importantíssima, pois previne câncer e osteoporose. Principalmente nos países mais frios, onde a exposição solar é restrita, os suplementos são essenciais.



15 Veja - Além dos procedimentos já descritos nesta entrevista, o que mais o senhor faz para adiar o envelhecimento?
Oz - Minha receita principal de juventude é brincar com meus filhos. Também procuro descobrir coisas novas todos os dias. Aprendo ao conversar com os outros e, apesar de ser muito assediado para responder a perguntas, por causa de minha atuação na TV, prefiro perguntar, saber como é a vida das pessoas, como elas trabalham. Isso faz minha mente exercitar-se.



16 Veja - Nos últimos anos, o aperfeiçoamento do tratamento clínico fez cair o número de cirurgias cardíacas. Essa é uma tendência em outras especialidades médicas além da cardiologia?
Oz - Sem dúvida. Os recursos clínicos tornaram-se mais eficazes tanto para a prevenção de doenças quanto para seu tratamento. Por isso, assim como na cardiologia, a cirurgia deixou de ser a primeira opção em outras áreas. Há poucos anos, quando o paciente machucava o joelho, ia direto para a sala de operação. Agora, ele vai para a sala de fisioterapia. Essa tendência também é evidente nos casos de diverticulite, uma inflamação do intestino, que passou a ser tratada com o consumo de fibras. O mesmo acontece com pacientes que apresentam doença arterial obstrutiva periférica. Antes eles iam para a faca. Agora, recebem como orientação deixar de fumar e caminhar. Mesmo que sintam dor num primeiro momento, essa é uma maneira de estimular o crescimento de novos vasos sanguíneos para substituir os danificados.



17 Veja - O senhor já esteve no Brasil. Como foi sua experiência no país?
Oz - Visitei o Brasil há muitos anos, quando ainda era estudante de medicina. Fui ao Rio de Janeiro e conheci o doutor Ivo Pitanguy. Também fiquei deslumbrado com as frutas brasileiras e com as lojas de sucos. Elas misturam frutas e outros vegetais, uma combinação pouco convencional. Conheci o açaí, que até hoje está no meu cardápio. Compro açaí em Nova York mesmo. É um dos alimentos com maior concentração de antioxidantes. Planejo voltar ao Brasil em meados do ano que vem para gravar um programa. Quero muito ir à Amazônia e conhecer as plantas medicinais da região.

  


O valioso tempo dos maduros...
MÁRIO DE ANDRADE

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais “passado” do que “futuro”. Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas..
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas
alheias que nem fazem parte da minha.

Já não tenho tempo para administrarmelindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de pessoas que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana;
que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora,
não foge de sua mortalidade, Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!



O TREM DA VIDA


       Quando nascemos, entramos nesse trem e nos deparamos com algumas pessoas que, julgamos, estarão sempre nessa viagem conosco: nossos pais. Infelizmente, isto não é verdade. Em alguma estação, eles descerão e nos deixarão órfãos do seu carinho, amizade e companhia insubstituíveis, mas isto não impede que, durante a viagem, pessoas interessantes e que virão a ser super especiais para nós, embarquem: nossos irmãos, amigos e amores inesquecíveis.

      Muitas pessoas tomam o trem, apenas, a passeio. Outros encontrarão nessa viagem somente tristezas. Outros ainda, circularão pelo trem, sempre prontos a ajudar a quem precisa. Muitos descem e deixam saudades eternas. Outras tantas passam por ele de uma forma que, quando desocupam seu assento, ninguém sequer o percebe. Curioso é constatar que alguns passageiros que nos são tão caros, acomodam-se em vagões diferentes dos nossos e somos obrigados a fazer esse trajeto separados deles, o que não impede, é claro, que durante a viagem, atravessemos, com grande dificuldade, o nosso vagão, a fim de chegarmos até eles... só que, infelizmente, jamais poderemos sentar ao seu lado, pois já haverá alguém ocupando aquele lugar.

      E assim é a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas... porém, jamais, retornos. Façamos pois, essa viagem, então, da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com todos os passageiros, procurando, em cada um deles, os que tiverem de melhor, lembrando sempre, que em algum momento do trajeto, eles poderão fraquejar e, provavelmente, precisaremos entender isto, porque nós, também, fraquejamos muitas vezes e, com certeza, haverá alguém que nos entenderá.

      O grande mistério, afinal, é que jamais saberemos em qual parada desceremos, muito menos os nossos companheiros de viagem, nem mesmo aquele que está sentado ao nosso lado. Eu fico pensando se, quando descer desse trem, sentirei saudades... Acredito que sim. Separar-me de alguns amigos que fiz nessa viagem, será no mínimo dolorido, como deixar meus filhos, fazendo a viagem sozinho. Isto, com certeza, será muito triste mas, me agarro a esperança de que, em algum momento, estarei na estação principal e terei a grande emoção de vê-los chegar com uma bagagem que não tinham quando embarcaram... e o que vai me deixar feliz será verificar que eu colaborei para que ela tenha crescido e se tornado valiosa.

      Amigo, façamos com que a nossa estada, nesse trem da vida, seja tranqüila, que tenha valido a pena e que, quando chegar a hora de desembarcamos, o nosso vazio deixe saudades e boas recordações para todos aqueles que prosseguirem a viagem...


"As pessoas até podem entrar em nossa vida por acaso,
mas não é por acaso que elas permanecem."



Ter sucesso é

Aos 02 anos



Aos 90 anos





conseguir andar




Aos 04 anos



Aos 80 anos





não fazer xixi nas calças




Aos 12 anos



Aos 75 anos






ter amigos




Aos 18 anos



Aos 70 anos





ter carteira de motorista




Aos 20 anos



Aos 60 anos






fazer sexo




Aos 35 anos



Aos 50 anos






dinheiro









ASSIM É A VIDA....
NÃO LEVAMOS NADA MATERIAL DELA !

PARA QUE PERDER TEMPO COM MALDADE, COM FALSIDADE, COM FALTA DE AMOR...
TODOS TEREMOS O MESMO DESTINO, INDEPENDENTEMENTE DA CONDIÇÃO FINANCEIRA,
DA CLASSE SOCIAL;

PORTANTO , AME , BRINQUE ,
PERDOE E APROVEITE A VIDA....
Na mocidade aprendemos,
na velhice compreendemos



As vantagens de ter 50 anos (ou mais)

      Eu nunca trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa, minha amada família por menos cabelo branco ou uma barriga mais lisa.

      Enquanto fui envelhecendo tornei-me mais amável para mim e menos crítico de mim mesmo. Eu me tornei meu próprio amigo ... Eu não me censuro por comer biscoito extra, ou por não fazer a minha cama,  ou pela compra de algo bobo que eu não precisava. Eu tenho o direito de ser desarrumado, de ser extravagante.

      Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento. Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogar no computador até as quatro horas e dormir até meio-dia? Eu dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 70 & 80 e se eu,  ao mesmo tempo, desejar chorar por um amor perdido ...

      Eu vou. Se eu quiser, vou andar na praia em um short excessivamente esticado sobre um corpo decadente e mergulhar nas ondas com abandono, apesar dos olhares penalizados dos outros no jet set.  Eles também vão envelhecer. Eu sei que sou às vezes esquecido, mas há algumas coisas na vida que devem ser esquecidas.

      Eu me recordo das coisas importantes. Claro, ao longo dos anos meu coração foi quebrado. Como não pode seu coração não se quebrar quando você perde um ente querido, ou quando uma criança sofre ou mesmo quando algum amado animal de estimação é atropelado por um carro? Mas corações partidos são os que nos dão força, compreensão e compaixão. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.

      Sou abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto. Muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata.

      Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo. Você se preocupa menos com o que os outros pensam. Eu não me questiono mais. Eu ganhei o direito de estar errado. Assim, para responder sua pergunta, eu gosto de ser velho. Eu gosto da pessoa que me tornei. Não vou viver para sempre, mas enquanto ainda  estou aqui, não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será.

      E, se me apetecer, vou comer sobremesa todos os dias. Que nossa amizade nunca se separe porque é direta do coração!


O melhor conselho de um pai



Dia 1º de Outubro – DIA DO IDOSO

Até o ano de 2006, o Dia do Idoso era celebrado no dia 27 de Setembro,
 porém, em virtude da criação do Estatuto do Idoso,
a Lei nº 11.433 de 28 de Dezembro de 2006
transferiu essa data comemorativa para o dia 1º de Outubro.





Uma pessoa mais velha



A família, a comunidade e a sociedade precisam dignificar as pessoas idosas,
 assegurando a sua participação na comunidade,
defendendo a sua liberdade, autonomia,
bem-estar e garantindo-lhes o direito à vida.





AS COISAS BOAS DA VIDA

01. Apaixonar-se.
02. Rir tanto até que as faces doam.
03. Um chuveiro quente num Inverno frio.
04. Um supermercado sem filas nas caixas.
05. Um olhar especial.
06. Receber correio (pode ser e-mail...)
07. Dirigir numa estrada linda.
08. Ouvir a nossa música preferida no rádio.
09. Ficar na cama a ouvir a chuva cair lá fora.
10. Toalhas quentes acabadas de serem engomadas...
11. Fazer bolachas de chocolate.
12. Levantar-se da cama todas as manhãs e agradecer outro belo dia.
13. Uma chamada de longa distância.
14. Um banho de espuma.
15. Rir baixinho.
16. Uma boa conversa.
17. A praia.
18. Ver o nascer do sol.
19. Rir-se de si mesmo.
20. Chamadas à meia-noite que duram horas.
21. Correr entre os jatos de água de um aspersor no jardim.
22. Trocar um olhar com um belo/a desconhecido/a.
23. Alguém que te diz que és o máximo.
24. Rir de uma anedota que vem à memória.
25. Amigos.
26. Ouvir acidentalmente alguem dizer bem de nós.
27. Acordar e verificar que ainda há algumas horas para continuar a dormir.
28. O primeiro beijo.
29. Fazer novos amigos ou passar o tempo com os velhos.
30. Brincar com um cachorrinho.
31. Haver alguém a mexer-te no cabelo.
32. Belos sonhos.
33. Chocolate quente.
34. Encontrar-se na estrada com os amigos.
35. Embrulhar presentes sob a árvore de Natal comendo chocolates e
bebendo a bebida favorita.
36. Letra de canções na capa do CD para podermos cantá-las sem nos sentirmos
estúpidos.
37. Receber de amigos biscoitos feitos em casa.
38. Ver o sorriso e ouvir as gargalhadas dos amigos.
39. Andar de mão dada com quem gostamos.
40. Encontrar por acaso um velho amigo e ver que algumas coisas ( boas
ou más) nunca mudam.
41. Patinar sem cair.
42. Observar o contentamento de alguém que está a abrir um presente que lhe ofereceste.



A juventude não é um período da vida...


"A juventude não é um período da vida; ela é um estado espírito, um efeito da vontade, uma qualidade da imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória da coragem sobre a timidez, do gosto da aventura sobre o amor ao conforto.

Não é por termos vivido um certo número de anos que envelhecemos; envelhecemos porque abandonamos nosso ideal.

Os anos enrugam o rosto; renunciar ao ideal enruga a alma. As preocupações, as dúvidas, os temores e os desesperos são os inimigos que lentamente nos inclinam para a terra e nos tornam pó antes da morte.

Jovem é aquele que se admira, que se maravilha e pergunta, como a criança insaciável: E depois? Que desafia os acontecimentos e encontra alegria no jogo da vida.

És tão jovem quanto a tua fé. Tão velho quanto a tua descrença. Tão jovem quanto a tua confiança em ti e a tua esperança. Tão velho quanto o teu desânimo. Serás jovem enquanto te conservares receptivo ao que é belo, bom, grande.

Receptivo às mensagens da natureza, do homem, do infinito.

E se um dia teu coração for atacado pelo pessimismo e corroído pelo cinismo, que Deus, então, se compadeça de tua alma de velho."

Douglas Mac Arthur





O QUE SE LEVA DA VIDA É A VIDA QUE SE LEVA...






Ouça a música que o humorista Juca Chaves fez para o tema.



Estudos procuram fórmula para chegar bem aos cem anos


      Ela andou de bicicleta até os cem anos, caminhou sozinha até os 115 e fumou até os 117. Costumava comer 1 kg de chocolate por semana e bebeu um copo de vinho por dia até sua morte, aos 122 anos. A longevidade de 122 anos de pessoas como a francesa Jeanne Calment (1875-1997), a que mais tempo viveu, tem sido estudada por grupos internacionais e foi discutida durante o Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, que terminou no sábado (26) no Rio.


      Genes? Dieta? Exercícios? Atitudes positivas? Vida social? A ciência já sabe que a genética responde por até 30% da longevidade. O resto está associado a estilo de vida e fatores socio-ambientais, muitos dos quais passíveis de mudanças e adaptações. Os pesquisadores entendem que a longevidade extrema, acima de 110 anos, é para poucos. Há 70 supercentenários no mundo (65 mulheres e cinco homens). Outros 400 alegam essa condição, mas não têm documentos que a comprovem. Só no Brasil, já são quase 24 mil centenários, segundo o IBGE. Bahia (3.525), São Paulo (3.146) e Minas Gerais (2.597) são os Estados com a maior concentração.

  
      PREPARO Na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), um projeto reúne 245 idosos acima de 80 anos, sem queixas específicas, e os prepara para a chegada ao centenário. Ali, fazem exames, adequam medicações e recebem orientações sobre sono, memória, dieta e atividade física.

     "Muitos dos nossos pacientes serão centenários a partir deste ano. Estamos avaliando o quanto é possível manter a sobrevida sem incapacidade física, mental, emocional e social", afirma a médica Maysa Seabra Cendoroglo, professora de geriatria e gerontologia da Unifesp. E é possível viver muito e chegar ao fim com independência? "A busca por essa resposta vem sendo motivo de muitos estudos. As propostas apontam para a necessidade de se manter uma boa dieta, uma atividade física permanente e prolongada e um estímulo cognitivo", explica a médica.

      Mas, isso adianta mesmo para quem não tenha "bons" genes? " - Sim. Pode ser que você não chegue aos cem anos, mas vai chegar aos 80, aos 90, ativo, independente. O que importa é fazer o máximo que eu posso até o finzinho." Também é possível ser feliz aos cem anos, mesmo com doenças e após a perda de filhos, diz a psicóloga alemã Dagmara Wosniak, que fez um estudo com 56 centenários de Heidelberg. Quase metade deles vivia em instituições e 82% dependiam do auxílio de enfermeiras.

      A extroversão, a cognição e uma rede social preservada (família e/ou amigos) foram os fatores mais associados à felicidade nessa fase da vida, segundo ela. "O otimismo aumenta a vontade de viver."


      POLíTICAS

     O aumento da longevidade também tem levado os especialistas da área a propor abordagens diferentes para cada grupo etário de idosos. "Um idoso de 65 anos não é o mesmo de um com 80, que não é o mesmo de um de cem. Hoje colocamos tudo no mesmo saco", diz o médico Alexandre Kalache, que já dirigiu o programa de envelhecimento da OMS (Organização Mundial da Saúde). Para ele, o Brasil vai mal na execução de políticas que possibilitem um envelhecimento saudável, seja na prevenção de doenças que incapacitam o idoso seja em instrumentos que o protejam e que garantam seus direitos.



      Resultados preliminares do estudo SABE (Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento), desenvolvido pela USP, já refletem um cenário nada cor-de-rosa. O trabalho monitora como os idosos de São Paulo estão envelhecendo. Três grupos acima de 60 anos vêm sendo acompanhados. Um grupo começou a ser seguido em 2000, outro em 2006 e o último, há dois anos. Segundo a médica Maria Lúcia Lebrão, professora da Faculdade de Saúde Pública da USP, os "novos" idosos parecem estar mais doentes, com menos mobilidade, por exemplo. "A previsão é que as novas gerações de idosos sejam menos saudáveis. Temos ao nosso favor as novas tecnologias. Mas será que elas trazem mais qualidade de vida?"

Fonte:http://www.setydeias.com.br/abc/index_arquivos/Como_continuar_jovem.htm


Postagens mais visitadas deste blog

LUTEÍNA COMBATE MANCHAS E FOTOENVELHECIMENTO DA PELE

A luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - proporciona um efeito fotoprotetor contra a radiação solar e artificial, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da peleFoto: Shutterstock
Luteína combate manchas e fotoenvelhecimento da pele
Estudos já comprovaram que a luz emitida por computadores, televisores e lâmpadas fluorescentes pode causar manchas na pele, assim como os raios ultravioleta (UVA e UVB). Mas, o que pouca gente sabe é que a luteína - antioxidante natural que reduz os efeitos dos radicais livres - pode proporcionar um efeito fotoprotetor contra todas essas radiações, além de aumentar significativamente a hidratação e a elasticidade da pele. Os benefícios desse ativo para a cútis começaram a ser valorizados há cerca de cinco anos quando a revista científica americana Skin Pharmacology and Physiology divulgou um estudo que apontou a luteína como uma poderosa arma antioxidante contra o fotoenvelhecimento cutâneo, causad…

UC-II - COLÁGENO NÃO DESNATURADO,O QUE É ? - FANTÁSTICO SUPLEMENTO DERIVADO DA CARTILAGEM DO FRANGO

UC-II COLAGENO NÃO DESNATURADO DUAS VEZES MAIS ATIVO DO QUE CONDROITINA + GLUCOSAMINA A cartilagem é um dos tecidos conjuntivos primários do corpo, proporcionando flexibilidade e suporte para as articulações ósseas. O colageno tipo II não desnaturado, é a principal proteína estrutural na cartilagem que é responsável pela sua resistência à tração e firmeza. Derivado de cartilagem de frango, UC-II® consiste em colágeno tipo II não desnaturado que age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis e promover a mobilidade e flexibilidade das articulações. UC-II® tem sua composição patenteada, e demonstrou a sua eficácia em estudos clínicos em humanos. Descrição O colágeno é uma proteína fibrosa presente na pele, tendões, ossos, dentes, vasos sangüíneos, intestinos e cartilagens, correspondendo a 30% da proteína total e a 6% em peso do corpo humano. Também é encontrada em diversos tecidos de animais. UC-II® é um colágeno do tipo II, não-desnaturado, derivado da cartil…

PROCAÍNA,A SENSAÇÃO CONTRA VELHICE

Um novo tratamento contra o envelhecimento está se tornando uma sensação no Brasil. Embora sua aplicação com essa finalidade não seja tão recente, a procaína benzóica estabilizada ganhou força na mídia, e hoje já é utilizada principalmente pelas classes sociais mais abastadas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3, nome comercial da procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão. O geriatra e ortomolecular Eduardo Gomes e Azevedo trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário do medicamento. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Azevedo contou que, no GH3, a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. "Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são …