Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

LONGEVIDADE,TUTELA DE IMAGEM,DANO E SUA REPARAÇÃO

Longevidade, tutela da imagem, dano e sua reparaçãoO Estado, ao editar o Estatuto do Idoso, objetivou uma proteção especial ao idoso a fim de promover a proteção da pessoa em idade avançada em igualdade material a todos que nela se encontrem, promovendo uma maior efetividade dos direitos fundamentais do idoso e eliminando a vulnerabilidade individual, a morosidade e a hipossuficiência econômica quando essa proteção é buscada pela ação civil pública interposta. Gustavo Bassetto e Natália Carolina Verdi (*) Interessante evento realizou-se na manhã da quarta-feira, dia 26 de abril de 2017, na Defensoria Pública do Estado de São Paulo, no qual abordou-se o tema Longevidade, tutela da imagem, dano e sua reparação, abordando o envelhecimento e a velhice sob a ótica de Defensores Públicos do Estado e de professores do Mestrado em Gerontologia da PUC-SP, contando ainda com a presença de estagiários em Gerontologia da EACH. O núcleo da Defensoria Pública que cuida do envelhecimento e da velhice é…

PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES REALIZADORAS PÓS 50 ANOS

Planejamento de atividades realizadoras pós 50 anos
23/02/2018José Floro Sinatura Barros*
Um planejamento nos ajuda a, primeiramente, pensarmos sobre a longevidade, estudando as alternativas possíveis, como nos prepararmos para as possibilidades e decidirmos por onde ir.
Hoje estamos sentindo claramente que a população está vivendo mais, devido aos avanços da medicina e à consciência e ao conhecimento que adquirimos sobre os cuidados com nossa saúde. As crianças de nossas famílias, das famílias dos nossos amigos e dos nossos contatos convivem com seus avós e seus bisavós, os quais, além de curtirem essa convivência, ainda gozam de muito boa saúde e vitalidade. ​Percebemos que nossa expectativa de vida em nossa região aumenta à olhos vistos, chegando perto dos 100 anos nos próximos 50 anos. Uma análise simplificada, podemos perceber que viveremos mais, em média, entre 25 e 30 anos depois de aposentados. Além das incertezas trazidas pela nossa previdência, que nos presenteia com muitas preocup…

HOMENS SÓ SE TORNAM ADULTOS AOS 54 ANOS

Homens só se tornam adultos aos 54 anos
A vida começa aos 54 anos para homens. O número bastante preciso foi apontado por uma pesquisa como a idade em que eles finalmente crescem e começam a aproveitar a vida como “adultos de verdade”. O estudo com 1000 homens descobriu que esta era a idade em que eles se sentiam “resolvidos e seguros”, segundo o jornal “Telegraph”. Ele sugere que os homens levam mais tempo do que as gerações passadas para atingir este estágio, principalmente devido às pressões financeiras e à paternidade adiada. Hoje, dois terços dos bebês nascem de pais com mais de 30 anos, com a média de 32 anos para o primeiro filho nos EUA. A pesquisa sugere que os homens de 54 anos de idade, como Simon Cowell, Hugh Laurie e Kevin Spacey estão apenas no início de sua vida bem resolvida. Realizado pelo Centro Crown Clinic, em Manchester, o estudo mostra que aos 40, os homens ainda não deixaram para trás suas inseguranças juvenis.
A pesquisa revelou inseguranças que não deixam o homem …

SISTEMA NO GOOGLE PREVÊ DOENÇA CARDÍACA ANALISANDO APENAS O OLHO

© Fornecido por Catraca Livre
Sistema do Google prevê doença cardíaca analisando apenas o olho 

Cada vez mais, a inteligência artificial tem apresentado soluções bastante rápidas e inovadoras para a saúde. Agora foi a vez do Google – em parceria com seu braço tecnológico, a empresa Verily – anunciar um novo algoritmo capaz de prever doença cardíaca escaneando apenas o olho do paciente.
De acordo com o documento publicado no Nature Journal Biomedical Engineering, a máquina faz uma varredura da parte de trás do olho da pessoa usando uma câmera alinhada ao um microscópio. A partir daí, consegue captar dados como idade, pressão arterial e se a pessoa é fumante ou não. Saber tudo isso é possível porque a parede dessa região dos olhos está cheia de vasos sanguíneos, que refletem a saúde geral do corpo. Analisando esses dados, o algoritmo, então, é capaz de prever o risco de uma doença no coração ou um ataque cardíaco, por exemplo. Os cientistas desenvolveram o recurso a partir do treinamento de …

OS DESAFIOS MAIS RENTÁVEIS DA HUMANIDADE: ENVELHECIMENTO E CÂNCER ESTÃO ENTRE OS PROBLEMAS QUE GERAM MAIS NEGÓCIOS

Pessoas buscam água no campo de refugiados de Kabo, na República Centro-Africana.B. P.Os desafios mais rentáveis da humanidadeEnvelhecimento e câncer estão entre os problemas que geram mais negócios
Madri23 JAN 2016 - 21:12 BRST O mundo nunca teve que enfrentar tantos desafios. Terrorismo, mudanças climáticas, desigualdade, escassez de água, concentração de terras, disrupção digital, pandemias como as de câncer e de obesidade. Como se fosse pouco, o envelhecimento da população do planeta é o prelúdio de todas as grandes transformações que viveremos. Essas forças estruturais podem levar a um panorama aterrador ou a uma era em que o ser humano dê o melhor de si: sua capacidade de inovação e sua magia para sonhar soluções. Há oportunidades econômicas na intersecção de todas essas forças de mudança e em todos esses desafios. Para o bem e para o mal, o mercado é capaz de transformar um problema num ativo financeiro. “Os horríveis ataques na Europa tristemente lembraram às pessoas que o terror…

ARTETERAPIA: NOVA POSTURA PERANTE O ALZHEIMER

Arteterapia: nova postura perante o Alzheimer
Por Cristiane T. Pomeranz* A doença modifica, mas não cala o sujeito que permanece em sua essência. A Arte envolve o idoso, mas ela só consegue cumprir o seu papel caso haja o empenho da família e cuidadores, pois o entendimento a respeito dos benefícios da Arteterapia deve vir do entorno, não do idoso que vive a degeneração de suas vontades. Penso na importância de, com ele, renovarmos nossas esperanças e postura diante da vida e dos fatos, já que muitos familiares que vivenciam a doença de Alzheimer dentro de seus lares, se perdem em meio ao desespero de ver, diante de seus olhos, o idoso se distanciar da própria vida. Dura tarefa esta que nos faz questionar: Por quê? Por que comigo? E agora? Viver é para os fortes e como já disse Guimarães Rosa em Grande Sertão Veredas, “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”. E a vida tem pedido…