Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

QUEM COME FRUTAS E VEGETAIS VIVE POR MAIS TEMPO

Imagem
Quem come frutas e vegetais vive por mais tempo Depois de acompanhar milhares de pessoas por 13 anos, pesquisadores descobriram que aquelas que consumiam maiores quantidades desses alimentos viveram por mais tempo Um dos segredos da longevidade pode estar em seguir uma conhecida recomendação dos médicos: comer pelo menos cinco porções de frutas e vegetais todos os dias. Um extenso estudo feito no Instituto Karolinska, na Suécia, observou que ingerir uma quantidade menor do que essa está ligado a uma menor expectativa de vida e maior taxa de mortalidade. Os resultados da pesquisa serão publicados na edição de agosto do periódicoThe American Journal of Clinical Nutrition. De acordo com Alicja Wolk, professora de epidemiologia nutricional do instituto e coordenadora do estudo, embora os efeitos positivos à saúde provocados por esses alimentos sejam conhecidos, poucas pesquisas feitas até agora olharam para a relação entre expectativa de vida e o consumo de frutas e vegetais. Vida longa –O es…

DIETA RICA EM PROTEÍNA PODE ENCURTAR A VIDA,DIZ ESTUDO

Imagem
Dieta rica em proteína pode encurtar a vida, diz estudo Segundo pesquisa, pessoas abaixo de 65 anos que consomem muita proteína têm maior risco de mortalidade por câncer e diabetes Uma dieta rica em proteína animal – ou seja, com muita ingestão de carne, ovos, leite e queijo – pode encurtar a vida de uma pessoa e ser tão prejudicial à saúde quanto fumar, concluíram pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles, nos Estados Unidos. De acordo com esse estudo, o risco de mortalidade é maior em pessoas de até 65 anos. A pesquisa se baseou nos dados de 6.831 adultos que haviam participado de um estudo nacional de saúde nos Estados Unidos. Os autores analisaram a relação entre hábitos alimentares e risco de morte entre os voluntários. As conclusões foram publicadas nesta terça-feira no periódicoCell Metabolism.
Segundo os resultados, os participantes na faixa dos 50 anos que consumiam muita proteína (mais de 20% das calorias totais ingeridas no dia) tiveram um risco quatro …

ATITUDES FÁCEIS DE INCORPORAR NO DIA A DIA E QUE AJUDAM A VIVER MAIS E MELHOR

Imagem
Confira abaixo algumas atitudes fáceis de incorporar no dia a dia e que ajudam a viver mais e melhor. 1. Case-se (Thinkstock/VEJA/VEJA)
Casar-se, ou simplesmente ter um companheiro ao longo da vida, pode acrescentar anos à vida de uma pessoa. Um estudo feito na Universidade Duke, nos Estados Unidos, com 4 800 pessoas descobriu que adultos solteiros correm um maior risco de morte prematura e, portanto, são menos propensos a chegar à terceira idade do que aqueles que vivem com um companheiro. Na pesquisa, as pessoas que nunca haviam se casado tiveram mais do que o dobro do risco de morrer precocemente do que as que viviam com um parceiro. Essa chance foi 60% maior entre aquelas que já tinham sido casadas alguma vez na vida.
2. Beba café - com moderação! Ingerir três xícaras de café todos os dias é suficiente para prolongar a vida de pessoas com mais de 50 anos. Um estudo do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos descobriu que essa quantidade da bebida é capaz de reduzir em 10% o ris…

QUER VIVER MAIS ? COMA MENOS

Imagem
Quer viver mais? Coma menos Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia mostrou que cortar entre 34% e 54% das calorias consumidas normalmente ajuda a retardar o envelhecimento. Seguir ocasionalmente uma dieta de baixa caloria que imita o jejum mostrou-se efetivo reduzir os fatores de risco relacionados ao envelhecimento, diabetes, doenças cardiovasculares e câncer Comer menos pode ajudar a viver mais. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico científicoCell Metabolis. No trabalho, os pesquisadores observaram o impacto do chamado “quase jejum” sobre o envelhecimento. Os resultados mostraram que cortar calorias ocasionalmente melhora a saúde, principalmente em aspectos que tendem a piorar com a idade. A dieta fortalece o sistema imunológico, o sistema nervoso, reduzindo, assim, os fatores de risco para várias doenças, incluindo o câncer. Os participantes se submeteram a ciclos de cinco dias de restrição calórica por mês, durante três meses. A…

COMO HÁBITOS DIÁRIOS PODEM INFLUENCIAR A LONGEVIDADE

Imagem
Como hábitos diários podem influenciar a longevidade Pequenas mudanças na rotina como praticar atividade física, ingerir alimentos frescos e orgânicos, passar mais tempo ao ar livre e realizar atividades em grupo podem ter um grande impacto na qualidade de vida na terceira idade Nos países com as maiores expectativas de vida, as pessoas têm o hábito de andar mais a pé, ingerir alimentos frescos, passar mais tempo em atividades em grupo e vivem a vida em um ritmo muito mais lento do que em outras partes do mundo Uma pesquisa publicada recentemente no periódico científicoLancetmostrou que, apesar de todos os avanços da ciência, da medicina e da tecnologia, a qualidade de vida do ser humano continua baixa. O novo estudo, que teve duração de 23 anos e foi feito em 188 países, mostrou que enquanto a expectativa de vida aumentou seis anos desde 1990, a saúde e a qualidade de vida estão em declínio. Isso porque, de acordo com o estudo, a maioria das pessoas que vive nos países com as maiores ex…

CORRER FAZ O CÉREBRO CRIAR NOVOS NEURÔNIOS;LEVANTAR PESO,NÃO

Imagem
Mulher faz exercício: correr pode aumentar o número de células cerebrais (lzf/Thinkstock)Correr faz cérebro criar novos neurônios; levantar peso, nãoPesquisa de universidade finlandesa afirma que correr auxilia na neurogênesePor Felipe Germano access_time24 fev 2016



Se você está a fim de exercitar o cérebro, mas não quer enfiar a cara nos livros, aí vai uma sugestão: corra. E, olha, óbvio que se for para uma biblioteca isso pode ser ótimo para a educação, mas, no caso, o seu destino nem é tão importante assim. O principal aqui é que você use a corrida como exercício. Pesquisadores da Universidade de Jyväskylä, na Finlândia, estão afirmando que correr pode aumentar o número de células cerebrais – pelo menos em ratos. Os cientistas colocaram os roedores para malhar em três equipes diferentes: a primeira corria, outra levantava peso, e a última fazia um treinamento de alta intensidade – um crossfit para ratinhos. A conclusão foi que, enquanto o primeiro grupo demonstrou uma multiplicação nas …

ESTRESSE OCUPACIONAL: SAIBA COMO CONHECÊ-LO E COMBATÊ-LO

Imagem
ESTRESSE OCUPACIONAL: SAIBA COMO CONHECÊ-LO E COMBATÊ-LOAs exigências e o ritmo de trabalho atuais, assim como a falta de autonomia ou um ambiente profissional ruim podem estar por trás do estresse ocupacional, um dos principais problemas atuais dos trabalhadores e empresas. No Brasil, segundo dados da Isma-BR (International Stress Management Association), 9 entre 10 pessoas que estão no mercado de trabalho têm sintomas de ansiedade e 47% da população sofre de depressão. Complicações cardiovasculares e transtornos do sono são algumas consequências do estresse ocupacional na saúde, assim como o isolamento social e produtividade baixa no trabalho. Este tipo de estresse é um dos desafios que a grande maioria dos trabalhadores têm de enfrentar atualmente, já que seus efeitos acontecem no local de trabalho, mas também podem repercutir no ambiente social e familiar. A Dra. Blanca Usoz, especialista em Medicina Ocupacional e Familiar da Doctoralia, relata abaixo os principais fatores que levam…

TRATAMENTO COM A OSTEOPATIA PODE AJUDAR A CURAR DORES CRÔNICAS

Imagem
TRATAMENTO COM A OSTEOPATIA PODE AJUDAR A CURAR DORES CRÔNICAS12 de dezembro de 2016 Sabe aquela dor no corpo que você sempre sentiu e ninguém nunca deu jeito? Ela pode ser resolvida. Hoje iremos falar sobre a osteopatia, uma prática de medicina alternativa. Tive a oportunidade de experimentar esse método para tratar uma dor nas costas e fiquei impressionada com o resultado. Convidei dois fisioterapeutas, Kleber Caiado e Jader Mendonça, que são especialistas no assunto, para nos contar o que é e como funciona esse tratamento. A osteopatia é um tratamento usado por fisioterapeutas, que o definem como um diagnóstico diferencial. O tratamento é centrado no paciente, e não apenas na doença. O conceito da fisioterapia vem mudando atualmente. Até pouco tempo atrás, a fisioterapia era indicada principalmente para tratar lesão ou doença. Hoje, sabe-se que podemos usá-la na prevenção de doenças, como um cuidado de saúde. O campo de tratamento da osteopatia é muito amplo, abrange todo o corpo. Segu…

DOR LOMBAR CRÔNICA AFETA CADA VEZ MAIS OS BRASILEIROS

Imagem
SONY DSCDOR LOMBAR CRÔNICA AFETA CADA VEZ MAIS OS BRASILEIROS5 de junho de 2016 Segundo estudos, aproximadamente dois terços da população sofre com a patologia que pode estar associada a problemas emocionais
Cerca de dois terços dos brasileiros apresentam Dor Lombar Crônica (DLC). A patologia surge em certos momentos da vida, mas aos poucos ela vai se tornando constante. O transtorno é comum e afeta pessoas de todas as idades. Ele ocupa o segundo lugar entre os problemas de saúde mais comuns da humanidade. Está entre as principais doenças que levam os pacientes aos consultórios médicos.
Segundo o fisioterapeuta Giuliano Martins, proprietário do ITC Vertebral Ribeirão Preto e diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna), o tratamento da DLC envolve uma série de análises. “Além dos sintomas indicados, exames físicos e de imagens, o estado de saúde e o nível de atividade física, também têm de ser levados em conta. Pesquisas mostram que alguns pacientes com…

TIRAR OS SAPATOS PARA ENTRAR EM CASA PROTEGE CONTRA DOENÇAS ?

Imagem
Tirar os sapatos para entrar em casa protege contra doenças?
Tirar os sapatos para entrar em casa, como fazem os japoneses, nos protegem mais do que o hábito ocidental de usar sapato em casa? Não há como negar que o costume evita trazer mais sujeira da rua, concordam os especialistas entrevistados. No entanto, pelo menos para adultos, a diferença em relação ao risco de pegar doenças infecciosas é zero. O infectologista Gustavo Johanson, do Hospital Albert Einstein, argumenta que o risco de infecção por bactérias, vírus e fungos presentes nos sapatos é o mesmo dentro e fora de casa. "A gente vive em mundo que tem microrganismos aos bilhões", diz. "Ficamos expostos ao risco de infecção de uma forma contínua. A bactéria, o vírus ou o protozoário não sabem se a pessoa está no trabalho ou em casa." O médico lembra que temos mecanismos para nos proteger de bactérias, vírus e fungos presentes nos sapatos e o principal deles é a pele. "Apesar de o risco ser contínuo, ele …